Dólar com. 5.647
IBovespa -0.62
28 de outubro de 2021
min. 23º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Boletim Covid-19: Alagoas registra 41 novos casos e duas mortes
04/10/2021 às 10h00

Blogs

O radicalismo e o ódio de uma esquerda parada no tempo


O radicalismo da esquerda partidária nas mobilizações contra o presidente Bolsonaro, sábado, empobreceu a luta.  Fez com que o movimento contra o ódio destilado da direita e  o conceito de que a esquerda quer eleger um projeto que una a população e que traga paz ao país, com políticas sociais e cidadãs enxotadas pelo atual governo, perdesse o sentido.

Queimaram um boneco com o rosto do presidente Bolsonaro, agrediram o ex-ministro Ciro Gomes, vociferaram palavras de ódio contra quem não é Lula e perderam de fazer para o Mundo, a fotografia de um país pacífico, que rejeita um presidente que despreza a ciência, cultiva a desarmonia entre os poderes e incentiva o uso de armas de fogo ao contrário de mais feijão à mesa das famílias brasileiras.

Voltaram ao tempo do discurso radical, das brigas internas levadas a público, do divisionismo de teses ideológicas, coisas que sempre derrotaram Lula nas disputas presidenciais, até que ele virou o “Lulinha paz e amor” no ano de 2000 e a esquerda que o apoiava guardou as armas e aderiram ao discurso de todos (todos, mesmo!!!!) juntos por um país para todos.

Discurso que foi bem aceito e é praticado hoje pela direita bolsonarista.

Nas manifestações a favor de Bolsonaro, desde que defendam a reeleição dele em 2022, podem estar ali gente com todo tipo de ideologia. Para os bolsonaristas, o que vale é somar, ampliar e fortalecer o exército para a eleição do ano que vem.

Já para a esquerda, ou quem está contra Bolsonaro é Lula, ou então, se não estiver, merece pancadaria.

Em tempo: o presidente Jair Bolsonaro tirou proveito da situação e publicou em suas redes sociais a foto do boneco com seu rosto incendiado pelo radicalismo da esquerda, uma imagem forte para mostrar quem são seus opositores.

É o que fica para a história. Lamentavelmente.


Ponto Final por Redação

 Blog Político

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]