Dólar com. 4.7295
IBovespa 0.58
28 de maio de 2022
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Trabalhadores nascidos em setembro podem sacar até R$ 1 mil do FGTS
22/12/2021 às 08h20

Blogs

Ex-prefeito confronta MP e a Ciência para fazer política no carnaval


O ex-prefeito de São José da Laje, Rodrigo Valença, ou Rodrigo de Neno, ainda acha que o cargo é dele e talvez até o seja, de fato, mas não de direito, o que não lhe legitima a falar como o chefe do poder executivo da cidade.

Mas Rodrigo fala e age como se o cargo de prefeito lhe fosse vitalício.

Aprendeu, certamente, com o pai, Neno da Laje, que até hoje comanda o município dando ordens aos prefeitos e vereadores que se elegem sob seu manto protetor, já que foi punido pela Lei da Ficha Limpa e impedido nas últimas eleições de ser, ele próprio, o candidato a prefeito do município.

Pois, se é verdade que filho de onça já nasce pintado, Rodrigo não foge ao que herdou do pai, e sem nenhum cargo no município que o autorize a falar pelo poder executivo, já determinou que em 2022 haverá o tradicional carnaval na cidade, o “CarnaLaje”.

Anunciou sua “decisão” em uma rede social, em claro e bom tom: “Avise a turma que vai ter CARNALaje sim! Se proibir a gente faz no parque aquático @parqueaquaticomdocarmo da Laje. Bora se divertir na maior festa do povo de Alagoas! @coisasdocarnalaje @_carnalaje @carnalajealagoas” (o Blog reproduziu o texto está exatamente como o ex-prefeito escreveu, ou seja, com todos os erros ortográficos do original).

A decisão de Rodrigo esbarra nas recomendações do Ministério Público Estadual e da Ciência para mantermos o uso constante de máscaras, distanciamento social e evitarmos aglomerações, ainda por conta da covid-19 e agora, mais precisamente, pela variante ômicron que já chegou ao Brasil.

Mas em campanha eleitoral antecipada para deputado federal, o filho de Neno enxerga no carnaval um excelente palanque político.

Até agora, a prefeita de direito, Ângela Vanessa, ainda não se pronunciou sobre o anúncio de Rodrigo Valença. Até porque, como ex-secretária de Saúde do município, Vanessa sabe exatamente que essa ação é irresponsável e que se assinar tal medida, vai responder por ela em juízo em caso de danos à saúde pública.

Das duas, uma, ou a prefeita assume de vez o cargo, ou não passará de uma mera gestora da política de Neno na Laje.


Ponto Final por Redação

 Blog Político

Todos os direitos reservados
- 2009-2022 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]