Dólar com. 4.9703
IBovespa 0.58
01 de março de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel STF adia julgamento sobre revisão da vida toda do INSS
29/08/2022 às 09h40

Blogs

A mesmice da velha política na eleição presidencial

Reprodução Band

Nada novo no primeiro debate dos candidatos a presidente do Brasil, promovido ontem à noite pela  Band em parceria com outros veículos de comunicação.

A mesmice dos velhos discursos em época de eleição, com promessas que não se cumprem e com posturas de austeridade pública que se desfazem depois que se elegem; os favoritos mais questionados e a terceira via tentando se impor entre a polarização esquerda e direita.

 Não resta dúvida de que o candidato que melhor aproveitou o espaço foi Ciro Gomes, do PDT, que disputa o cargo pela quarta vez: foi ao confronto direto com Lula e Bolsonaro, mostrou conhecimento sobre a economia nacional e apresentou propostas para problemas sociais, como a fome.

A senadora Simone Tebet, do MDB, não se saiu mal, pontuou críticas firmes aos candidatos Lula e Bolsonaro, defendeu a causa da mulher no país, mas não levou nada novo ao debate para atrair novos votos.

Lula, acuado pelas denúncias de corrupção nos governos petistas, não conseguiu responder diretamente a nenhuma pergunta sobre esse tema, se manteve na defensiva e optou por mostrar números positivos do país em seu governo; Bolsonaro atacou a jornalista Vera Magalhães, que havia questionado Ciro Gomes (PDT) acerca da política do governo sobre vacinas, a chamando de  “vergonha do jornalismo brasileiro”, e passou boa parte de seu tempo agredindo Lula e as pautas da esquerda.

Ou seja, tudo como dantes no Quartel de Abrantes.

Em tempo: O eleitor terá mesmo que votar no menos ruim para comandar o nosso país, não nos resta outra opção.


Ponto Final por Redação

 Blog Político

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]