Dólar com. 4.9703
IBovespa 0.58
01 de março de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel STF adia julgamento sobre revisão da vida toda do INSS
15/10/2022 às 09h40

Blogs

A 15 dias da eleição, Alagoas ainda tem 31,5% de indecisos para o governo do estado

 A 15 dias da votação do segundo turno eleitoral, Alagoas tem 31,5% de indecisos para o governo do estado, segundo o Instituto Paraná Pesquisa que ouviu 1.510 eleitores presencialmente, entre os dias 9 e 13 deste mês de outubro. Esse resultado é o da pesquisa espontânea, que mostrou ainda 5,7% de nulos e brancos, e uma diferença de 10% entre os candidatos Rodrigo Cunha (UB) e Paulo Dantas (MDB).

“Vamos virar o voto, vamos mostrar ao Brasil que Alagoas quer sair das páginas policiais, que quer deixar para trás quem envergonha nossa história, nossa gente e nosso futuro”, declarou Cunha, neste sábado, 15, afirmando que é a cada dia mais pessoas o procuram para se juntar ao “lado certo de fazer política”. 

“É só comparar, de um lado, um candidato que em quatro meses como governador-tampão foi afastado do cargo e é investigado por corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, do outro, um senador mãos limpas, um candidato com uma trajetória de combate intransigente à corrupção e em defesa da transparência pública, um candidato com propostas para tirar Alagoas do mapa da fome e para gerar emprego, renda e dignidade aos alagoanos e alagoanas”, enfatizou Rodrigo Cunha.

Segundo Rodrigo Cunha, “não adianta Dantas e sua trupe espalharem por aí que esse inquérito é armação. O que eles precisam explicar, o que o ex-tampão precisa explicar, é onde conseguiu dinheiro em espécie para pagar R$ 1,6 milhão por uma cobertura em Maceió, qual a origem dos R$ 8 milhões que pagaram uma mansão para ele no Laguna! O ex-tampão precisa explicar aos alagoanos a contratação de 93 servidores fantasmas na Assembleia Legislativa, com salários entre R$ 17 mil e R$ 21 mil, e que só recebiam entre 300 e 600 reais!”.

“O restante desses valores era embolsado por Paulo Dantas, segundo testemunho de um militar preso em agosto passado, flagrado fazendo a operação para o ex-tampão. Não, Alagoas vai dizer basta a essas pessoas, a esse tipo de política que se elege para ameaçar, pressionar, roubar os cofres públicos, desgastar a imagem do nosso estado, da nossa população”, destacou o candidato Rodrigo Cunha. “Não há armação, a armação Paulo Dantas fez na Assembleia Legislativa e está sendo investigado e punido por isso”, reforçou. 

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo AL-08594/2022.

Rodrigo Cunha é senador da República, candidato ao governo do estado pela coligação Alagoas Merece Mais.

[08:38, 15/10/2022] Lili Claro: A 15 dias da eleição, Alagoas ainda tem 31,5% de indecisos para o governo do estado

A 15 dias da votação do segundo turno eleitoral, Alagoas tem 31,5% de indecisos para o governo do estado, segundo o Instituto Paraná Pesquisa que ouviu 1.510 eleitores presencialmente, entre os dias 9 e 13 deste mês de outubro. Esse resultado é o da pesquisa espontânea, que mostrou ainda 5,7% de nulos e brancos, e uma diferença de menos de 10% entre os candidatos Rodrigo Cunha (UB) e Paulo Dantas (MDB).

“Vamos virar o voto, vamos mostrar ao Brasil que Alagoas quer sair das páginas policiais, que quer deixar para trás quem envergonha nossa história, nossa gente e nosso futuro”, declarou Cunha, neste sábado, 15, afirmando que é a cada dia mais pessoas o procuram para se juntar ao “lado certo de fazer política”. 

“É só comparar, de um lado, um candidato que em quatro meses como governador-tampão foi afastado do cargo e é investigado por corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, do outro, um senador mãos limpas, um candidato com uma trajetória de combate intransigente à corrupção e em defesa da transparência pública, um candidato com propostas para tirar Alagoas do mapa da fome e para gerar emprego, renda e dignidade aos alagoanos e alagoanas”, enfatizou Rodrigo Cunha.

Segundo Rodrigo Cunha, “não adianta Dantas e sua trupe espalharem por aí que esse inquérito é armação. O que eles precisam explicar, o que o ex-tampão precisa explicar, é onde conseguiu dinheiro em espécie para pagar R$ 1,6 milhão por uma cobertura em Maceió, qual a origem dos R$ 8 milhões que pagaram uma mansão para ele no Laguna! O ex-tampão precisa explicar aos alagoanos a contratação de 93 servidores fantasmas na Assembleia Legislativa, com salários entre R$ 17 mil e R$ 21 mil, e que só recebiam entre 300 e 600 reais!”.

“O restante desses valores era embolsado por Paulo Dantas, segundo testemunho de um militar preso em agosto passado, flagrado fazendo a operação para o ex-tampão. Não, Alagoas vai dizer basta a essas pessoas, a esse tipo de política que se elege para ameaçar, pressionar, roubar os cofres públicos, desgastar a imagem do nosso estado, da nossa população”, destacou o candidato Rodrigo Cunha. “Não há armação, a armação Paulo Dantas fez na Assembleia Legislativa e está sendo investigado e punido por isso”, reforçou. 

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo AL-08594/2022.

Rodrigo Cunha é senador da República, candidato ao governo do estado pela coligação Alagoas Merece Mais.


Ponto Final por Redação

 Blog Político

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]