Dólar com. 5,384
IBovespa 1,39
02 de junho de 2020
min. 23º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Brasil registra mais de 31 mil mortes por covid-19
19/04/2020 às 12h52

Blogs

Reflexões na Quarentena


Confesso só pensar em cozinhar. E cozinho, todos os dias o dia todo. É como se a mágica dos alimentos que se conjugam, me deixasse mais tranquila e diminuísse o medo, a incerteza, a dúvida. A cozinha me envolve e, na medida que vejo os resultados, eu me sinto realizada em um mundo paralelo no qual nunca pensei viver.Cozinho para continuar com os pés no chão, para alimentar com amor a minha família, para ver algo sendo criado em um mundo que um vírus me impôs viver.

 Não há dúvida de que precisamos de muletas nesse momento. Precisamos de bordados, casa arrumada, muitos livros, filmes em abundância, gavetas a serem remexidas, telas a serem pintadas e longas conversas consigo para manter a sanidade. Temos que ter diálogos com os nossos sentimentos e sermos rígidos com eles, para que eles permaneçam em um lugar adequado. Temos que barganhar também, sentimento é difícil de ser domado, na maioria das vezes temos que fazer longos acordos. Temos que nos olhar no espelho e procurarmos nos reconhecer, para sabermos que estamos ali, que somos o que somos em qualquer momento da nossa vida. Temos de não sermos críticos conosco, temos que nos perdoar, perdoar esse medo, essa ambivalência e a impotência. Temos que usar os meios que dispomos para ficarmos bem, neste momento não temos o direito de afundar, agora temos que sobreviver. Agora temos que colocar um olhar lá fora, através das janelas e trazer a paz para dentro de si. Na verdade, agora temos que fazer todas as coisas que nos lance a momentos de bem estar, mesmo que seja difícil.

 Agora é o momento de olhar para os seus companheiros de jornada, que aí estão com você, com um olhar de benevolência e carinho, pois, pode ter certeza, cada um está enfrentando os seus próprios demônios. Mas este também é o momento perfeito para retomar contato com os que estão distantes de você, ter contato com o outro é fundamental. Nos asseguramos como seres humanos através do outro, o outro confirma a nossa existência. Seja solidário, faz bem ao nosso equilíbrio. Saiba pedir ajuda, se necessário. Saiba dar uma palavra de estímulo, muitos precisam.

 Saia de si, nesse momento e se doe, nada melhor para esquecer as nossas dores do que a doação. E não precisa ser grandiosa, tem que ser contínua. E, principalmente, faça planos, sonhe, deseje, projete, viver o aqui e agora é fundamental, mas sonhar é imprescindível. Por você, tente ficar bem!


Psicóloga Meg Oliveira por Meg Oliveira

Psicóloga Clínica, pós-graduada em Gestalt Terapia. Formação em Vegetoterapia, Psicoterapia Breve e Massoterapia. Atuando há 28 anos como Psicóloga Clínica. Procuradora aposentada do Poder Judiciário.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]