Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
19 de agosto de 2019
min. 21º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel ProUni: Não matriculados têm até hoje para pedir bolsas remanescentes
13/08/2019 às 16h30

Cultura

Exposição no Mupa mostra a beleza da Lagoa Manguaba

Divulgação

Decorrente do edital de seleção de exposições temporárias durante o ano de 2019, para os espaços expositivos da Secretaria da Cultura do Estado de Alagoas, o artista visual e repórter fotográfico – jornalista Pablo De Luca, exporá mais uma vez no hall do Museu Palácio Floriano Peixoto. 

A exposição de arte fotográfica e documental denominada “Lagoa Manguaba. Ilhas, canais e pescadores” que abriu no dia 18 de julho é composta por 46 obras em preto e branco. Permanecerá aberta para visitação até 23 de agosto de 2019. 

A maioria das fotos desta amostra foram realizadas durante a última década no âmbito da Lagoa Manguaba, no Município de Marechal Deodoro, Estado de Alagoas.

A narrativa visual destas imagens pictóricas tem um viés jornalístico e poético de quem documenta admirado pela beleza do rústico, do primitivo, e da simplicidade da vida dos pescadores no seu lugar de trabalho: a própria natureza. 

Além das paisagens, ao autor lhe interessaram a utilização dos instrumentos de trabalho dos pescadores da lagoa: redes, currais, caiçaras, canoas, remos, velas... Essas formas e movimentos, com seus atrativos da coisa típica e tradicional, fazem parte de uma cultura que só existe no Nordeste do Brasil. Também em Alagoas..., na Lagoa Manguaba.

O encanto das ilhas e dos canais em seu estado natural, ainda intocados pelas mãos do homem em algumas regiões, estão eternizadas nesta série de imagens. Pois desvendando paisagens exóticas, cenas do cotidiano e mitos no âmbito do trabalho dos pescadores, muitas das fotos de Pablo são frutos de incansáveis pesquisas em expedições realizadas pelas entranhas da grande Lagoa Manguaba.

“Observei toda essa natureza exuberante e fiquei encantado. Então, não poderia deixar de registrar, documentar, guardar na memória das imagens para que com o tempo não caiam no esquecimento. E quem observar possa comparar, fazer alguma pesquisa ou estudo antropológico. 

Por esses motivos, valendo-me da minha máquina e da minha profissão de fotojornalista, procurei fotografar com meu olhar estrangeiro e com o entusiasmo de um amante da cultura local. 

Assim foi que fotografei com deleite, com arte e poesia; mais principalmente com toda a sensibilidade que levo dentro de mim”. Salienta o autor das fotos. 

Ele também esclarece que o objetivo de expor este documento fotojornalístico e iconográfico (com caráter artístico) é se comunicar com os expectadores através das cuidadas composições e narrativas visuais, capazes de contar belas histórias.

Com tudo, mostrar parte do patrimônio natural e humano da grande Lagoa Manguaba poderá conscientizar a população para a conservação dos seus ecossistemas, além de incentivar a preservação das tradições populares: a pesca artesanal e a fabricação dos próprios materiais de pesca.

O MUPA está localizado na Praça dos Martírios, no bairro do Centro da cidade de Maceió. É aberto de segunda a sexta feira de 09h às 16h.


Fonte: Assessoria

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]