Dólar com. 5.3438
IBovespa 0.32
29 de novembro de 2020
min. 24º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Casos acumulados da covid-19 vão a 6,2 mi e óbitos chegam a 172 mil
27/10/2020 às 10h17

Cultura

Vestindo Arte

Filé e a Moda de Alagoas não serão mais os mesmos depois do Renda-se

Vestindo Arte

*Felipe Camelo

Alagoas é berço de inúmeras linguagens artísticas, com destaque para o artesanato, diversificado e rico, especialmente o Filé, renda típica do complexo estuarino Mundaú/Manguaba, que atravessou o Atlântico entre as varias influências europeias que aqui chegaram, e logo ganhando características locais.

Fez fama nacional, com turistas apaixonados por artesanato, mas foi com a “filezeira” Teca que se firmou no mercado, com sua profusão de cores, confeccionando vestuário e assessórios e não só toalhas, colchas e objetos para casa. Logo passou a ser conhecida como Teca Rendeira, sendo estímulo e exemplo para muitas mulheres que criam filhos, netos e sustentam família tecendo e comercializando Filé, e que vem passando conhecimentos e técnicas entre gerações.

Assim, em 2011, a Secretaria de Estado da Cultura registrou o Filé como Patrimônio Cultural e Imaterial de Alagoas e há 4 anos, grupo de “filezeiras” criou o Instituto Bordado Filé de Alagoas. Atualmente, reúne 28 associadas, e vem ganhando destaque por terem sido convidadas por Mirna Porto Maia para participar da Renda-se 1ª Mostra de Moda Alagoana, cujo desfile foi transmitido pelo YouTube no último dia 24 de setembro. Na passarela, criações de 10 estilistas que tiveram o Filé como principal elemento.

Numa enorme variedade de pontos e tramas, o Filé se transforma em cada modelo, com características próprias, pessoais e intransferíveis. Ficou bem claro no desfile do Renda-se, que compartilhou foco, holofotes e aplausos entre estilistas e “filezeiras”. Reforço aqui meus parabéns, especialmente para a presidente do Ibordal, Maylda Soares da Silva e Edlene Farias Xavier, que estiveram no desfile representando todas as bordadeiras, que não puderam comparecer evitando aglomeração, observando cuidados contra a pandemia do Coronavírus.

Com certeza, o Filé e a Moda de Alagoas não serão mais os mesmos depois do Renda-se. Anotem!!!

*Publicado originalmente na coluna de Felipe Camelo na edição 41 da Revista Painel Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]