Dólar com. 5.6273
IBovespa 0.36
15 de abril de 2021
min. 25º máx. 29º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Operação desarticula organização especializada no tráfico de drogas em Anadia e Maceió
03/03/2021 às 13h09

Cultura

Morre vítima de Covid-19, mestre Pancho, Patrimônio Vivo de Alagoas

Quarta geração no comando do Fandango do Pontal, Pancho deixa um legado de tradição e cultura

Mestre Pancho participou do folguedo pela primeira vez aos 13 anos, como marujo - Raul Plácido/ascom

Ronaldo da Costa, o mestre Pancho, reconhecido como Patrimônio Vivo de Alagoas, faleceu na noite da última terça-feira (02), aos 70 anos, vítima do Covid-19. A família não divulgou informações sobre o velório ou sepultamento. 

Ronaldo aprendeu a tradição com o pai, mestre Isaldino, ainda na infância e há 40 anos comandava o Fandango do Pontal da Barra. Pancho foi o primeiro a introduzir a participação de mulheres no folguedo. Reconhecido como Patrimônio desde 2012, o mestre deixa um legado para a cultura alagoana. 

 "A cultura alagoana perde mais um grande mestre em virtude do coronavírus. Com muita tristeza, recebemos a notícia do falecimento do mestre Pancho, uma figura sempre presente nas atividades realizadas pela Secult e um homem que honrou seu título, sempre difundindo o Fandango e a cultura popular alagoana. mestre Pancho deixa um legado importantíssimo e uma grande lacuna dentre os Patrimônios Vivos de Alagoas. Minha solidariedade a todos os amigos e familiares”, declarou a secretária de Cultura, Mellina Freitas. 


Fonte: Agência Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]