Dólar com. 5.2944
IBovespa 1.59
23 de setembro de 2021
min. 24º máx. 31º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em março
27/08/2021 às 07h00

Cultura

Cultura lança sete editais em agosto para contemplar mais de 7 mil artistas locais

Ao todo, são R$ 2,6 mi para fomento à cultura, resultantes de convênios firmados com recurso de emendas parlamentares

Editais promovem o avanço da cultura popular. - Secom Maceió (registro feito antes da pandemia)

Só neste mês de agosto, a Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) lançou sete editais que, juntos, vão beneficiar 7,5 mil artistas locais. Outros três estão previstos para o dia 31. É uma quantidade nunca vista em um único mês, escancarando o interesse da Prefeitura de Maceió na busca incessante pela valorização da cultura regional.

E este incentivo é uma realidade devido aos convênios que o município tem firmado com o Ministério do Turismo para fomento à cultura. São quatro termos em vigor, todos resultantes de emendas parlamentares, destinadas pelo senador Rodrigo Cunha e pela deputada federal Tereza Nelma, totalizando mais de R$ 2,6 milhões em repasses.

Na quarta-feira (25), a FMAC publicou, no Diário Oficial de Maceió, o lançamento de mais três editais que, juntos, vão contemplar mais de 800 artistas. São eles: “Credenciamento de Artistas e Grupos de Cultura Popular”, “Oficina de Folguedos” e “Fornecimento de Figurinos”, sendo o primeiro fruto do convênio federal “Cultura na Rua II”, e os dois últimos do “Folguedos na Rede”.

Ao longo do mês, a fundação já tinha lançado o “Maceió, Cidade das Artes”, que irá beneficiar cerca de 6,5 mil artistas, e o “Folguedos Por Todo Canto”, contemplando mais 360. Com mais esses três editais, serão mais de 7,5 mil artistas beneficiados.

No edital “Credenciamento de Cultura Popular”, poderão se inscrever os grupos de artes cênicas, grupos de livro e leitura, bandas locais e orquestras. Os grupos culturais (segmentos: arte cênica, livro e leitura e cultura popular) vão receber R$ 1.500 de cachê; as bandas, R$ 3 mil; e a orquestra, R$ 10 mil. O credenciamento terá validade de doze meses.

Para se inscrever, é necessário comprovar no mínimo um ano de atividade continuada, atestada através de portfólio (certificados, recortes de jornais, revistas, postagem em sites, blogs, redes sociais, vídeos, registro fotográfico, declarações etc.). Lembrando que só é possível inscrições através de CNPJ.

No edital de chamamento “Fornecimento de Figurinos”, serão contempladas dez organizações da sociedade civil (OSCs) para realizar 40 oficinas de confecção de trajes típicos do nosso folclore em 40 escolas da rede pública municipal. São eles: coco de roda, guerreiro, taieira, pastoril, baianas, maracatu, fandango, chegança, bumba-meu-boi e quadrilha junina.

Para cada oficina, será disponibilizado R$ 5 mil para a aquisição dos materiais para os figurinos. Esse edital vai beneficiar diretamente cerca de 1.200 alunos da rede pública de ensino e 20 artistas/mestres da cultura popular.

O edital de chamamento “Oficina de Folguedos”, mais um fruto do convênio federal “Folguedos na Rede”, será para a realização de 40 oficinas de folguedos em 40 escolas da rede municipal de ensino. Será escolhida uma organização da sociedade civil para realizar aulas de coco de roda, guerreiro, taieira, pastoril, baianas, maracatu, fandango, chegança, bumba-meu-boi e quadrilha junina.

O “Oficina de Folguedos” visa a implementação de ações pedagógicas e artísticas que assegurem a transmissão dos saberes e das memórias dos principais mestres da cultura popular que compõem o patrimônio imaterial do município. Cada mestre atuará em duas escolas, duas vezes por semana com duração de uma hora/aula por encontro, totalizando quatro horas semanais e 16 horas mensais durante 12 meses.

As inscrições dos editais “Credenciamento de Artistas e Grupos de Cultura Popular”, “Oficina de Folguedos” e “Fornecimento de Figurinos” ficam abertas de 25 de agosto a 24 de setembro. Para maiores dúvidas, acesse a aba “Editais” no portal da Fundação no site oficial da Prefeitura de Maceió.

Os editais lançados a partir de emendas liberadas pela deputada Tereza Nelma são o “Cultura na Rua”, “Ginga Maceió – Bumba Meu Boi”, “Ginga Maceió – Grupos Afro” e “Ginga Maceió – Oficinas de Capoeira”. Os demais, “Folguedos na Rede – OSC Oficinas” e “Folguedos na Rede – OSC Figurinos”, têm verba de emenda parlamentar destinada pelo senador Rodrigo Cunha. Para todos os convênios firmados com o Ministério do Turismo, há uma contrapartida da prefeitura, já garantida pela gestão.


Fonte: Secom Maceió com Ascom FMAC

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]