Dólar com. 4.8238
IBovespa 0.58
26 de maio de 2022
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Governo do Estado vai decretar situação de emergência devido às fortes chuvas
10/12/2021 às 17h00

Cultura

Com conteúdos raros, Governo de Alagoas inaugura Memorial Raimundo Campos, no Misa

Acervo dispõe de 3 mil itens, entre CDs, DVDs, discos de vinil, fitas VHS, fotos, livros e revistas sobre música e cinema doados pela família do homenageado

Neno Canuto/Agência Alagoas

O Governo de Alagoas inaugurou, na quinta-feira (9), o Memorial “Arquivos Implacáveis - Raimundo Campos”, localizado no Museu da Imagem e do Som de Alagoas (Misa), no bairro Jaraguá. Médico, professor e pesquisador alagoano de cultura refinada, Campos se notabilizou no Estado como um preservador da memória musical brasileira. 

O acervo, agora instalado no Misa, teve apoio do Estado, através das secretarias do Gabinete Civil, Comunicação (Secom) e  Cultura (Secult), e traz conteúdos raros e gravações inéditas de artistas de renome nacional da música popular brasileira, tudo garimpado por Campos.

No Misa, o público poderá conferir mais de 3 mil itens, entre CDs, DVDs, equipamentos eletrônicos, discos de vinil, fitas VHS, fitas cassetes, fotos, livros e revistas sobre música e cinema.

Fora o acervo que sua família doou ao Memorial, Raimundo Campos construiu um estúdio nas mesmas proporções de estúdios profissionais da época, onde gravava suas músicas, que eram reproduzidas nas rádios.

O secretário do Gabinete Civil, Fábio Farias, que representou o governador em exercício, desembargador Klever Loureiro, no evento, destacou o legado de Raimundo Campos.

“Além de médico dedicado, doutor Raimundo Campos era também professor e uma pessoa extremamente comprometida com o outro, preocupado com o outro e fazia questão de dividir sua paixão artística. Então, agradecemos à família por este ato de compartilhamento deste acervo com a sociedade alagoana”, disse Farias.

O secretário de Estado da Comunicação, Enio Lins, lembrou a importância histórica e cultural do médico. “É um momento muito importante para a valorização da cultura e de reconhecimento de um grande personagem na história dos registros musicais em Alagoas. O doutor Raimundo Campos foi um homem de cultura ampla e refinada e um apoiador único, fora-de-série das atividades musicais. Vale a pena conhecer o acervo”, ressaltou Lins.

A família do homenageado também se fez presente ao evento de inauguração do Memorial, a exemplo dos filhos Raimundo Campos Júnior e Lenilde Campos.

“Agradeço ao Governo, nas pessoas dos secretários Fábio Farias, Enio Lins e Mellina Freitas, porque foram muito importantes para termos esse espaço. Este acervo de meu pai contribuiu para descobrir talentos alagoanos e agora está todo restaurado para o conhecimento do público, doados espontaneamente pela família”, disse Raimundo Campos Júnior.

“Estamos enquanto família muito felizes, porque papai tinha o dom de gravar, filmar e fotografar tudo e nossa preocupação quando ele foi embora era com este acervo, porque várias pessoas pediam e a gente nunca quis entregar. Nossa intenção era que o Estado tomasse conta e isso ocorreu e agora o grande público pode ter acesso”, completou Lenilde Campos.


Fonte: Secom Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2022 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]