Dólar com. 5.2211
IBovespa 0.58
28 de junho de 2022
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Beneficiários com NIS final 8 recebem hoje Auxílio Brasil
18/03/2022 às 15h30

Cultura

Livro “Memória das Mãos” resgata origens e legado da arte popular alagoana

Publicação que mapeia a produção dos mestres alagoanos e as ações do programa Alagoas Feita à Mão será lançada na próxima segunda-feira (21)

Felipe Brasil/Agência Alagoas/Arquivo

O artesanato e a arte popular de Alagoas vão celebrar, de forma muito especial, a passagem do Dia do Artesão. A homenagem será feita através do programa Alagoas Feita à Mão, que lançará no próximo dia 21, às 10h, no Museu Palácio Floriano Peixoto, o livro Alagoas, Memória das Mãos.

A publicação produzida pela Gerência de Artesanato e Design da Secretaria Estadual de Desenvolvimento e Turismo (SEDETUR) marca a trajetória do programa e apresenta um roteiro histórico-cultural de uma legião de alagoanos que produzem arte popular desde os tempos da colonização em Alagoas.

Rico em imagens e depoimentos, o livro narra as origens do fazer à mão, sustentado por um resgate bibliográfico inédito sobre o tema. “A curadoria foi um recorte do trabalho do Alagoas Feita à Mão, priorizando os artistas mais antigos, que tinham como revelar toda essa herança”, explicou Daniela Vasconcelos, gerente de artesanato da Sedetur.

O livro apresenta a linha histórica da civilização caeté, sob a vertente do fazer à mão, aborda a discussão em torno do conceito de arte popular, detalha todas as tipologias utilizadas no artesanato alagoano, pontua os polos produtivos e os rostos dos autores das criações que ganharam o Brasil e o mundo, despertando o interesse pelo artesanal.

A ideia de lançar o livro Alagoas, Memória das Mãos partiu da primeira-dama, Renata Calheiros, que atua à frente desse projeto desde a sua implantação. “Quando idealizamos o programa, sabíamos que a cultura material e imaterial do nosso povo tinha uma trajetória e precisavam de apoio. Queríamos resgatá-la e apresentar tudo que foi feito para que ela continue sendo mantida. Essa publicação é o retrato de tudo isso”, disse a primeira-dama.

Assina a curadoria da obra, juntamente com Daniela Vasconcelos, o jornalista Guilherme Lamenha, que é responsável pelos textos e pesquisa. A direção criativa foi do designer Rodrigo Ambrósio. As fotografias são de Felipe Brasil, Jonathan Lins, Thiago Sampaio e Celso Brandão - estes com imagens raras em preto e branco. Além disso, as ilustrações do livro fazem parte do acervo de xilogravuras do Mestre Enéias Tavares. 


Fonte: Secom Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2022 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]