Dólar com. 5.2211
IBovespa 0.58
28 de junho de 2022
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Beneficiários com NIS final 8 recebem hoje Auxílio Brasil
22/03/2022 às 16h30

Cultura

Evento cultural celebra os 200 anos da Independência do Brasil em Alagoas nesta quarta (23)

Comemoração acontecerá no Teatro Deodoro, terá exposição, apresentação musical da banda Divina Supernova, lançamento de livros, seção de autógrafos e um bate-papo especial com o cineasta Cacá Diegues

Divulgação

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), a Imprensa Oficial Graciliano Ramos e as editoras da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) e da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) abrem o calendário comemorativo dos 200 Anos da Independência do Brasil em Alagoas, com evento literário de peso. Nesta quarta-feira (23), a partir das 19h, no Teatro Deodoro, será realizada uma ação cultural com exposição, lançamento de livros, seção de autógrafos com autores alagoanos, show da banda Divina Supernova e bate-papo especial com o cineasta Cacá Diegues, membro da Academia Brasileira de Letras e autor de alguns dos filmes mais importantes do cinema nacional, como Bye Bye Brasil, Xica da Silva e O Grande Circo Místico.

Durante o evento, haverá uma mostra com cerca de 300 livros publicados pelos parceiros, ao longo dos últimos oito anos, que marcam a gestão do governador Renan Filho. “A Fapeal e as editoras públicas do estado promoveram uma publicação recorde de livros e pretendemos dar visibilidade a toda essa produção nesta noite de celebração para a literatura alagoana”, afirma Fábio Guedes Gomes, diretor-presidente Fapeal e idealizador da iniciativa.

A exposição, intitulada 200 Anos de Independência do Brasil em Alagoas – Uma celebração Literária, é a primeira de uma série de ações comemorativas que serão realizadas ao longo deste ano para enaltecer os dois séculos da soberania política e econômica brasileira, conquistada em 7 de setembro de 1822.

Além da mostra, serão realizados lançamentos de quatro livros inéditos e de seis novas edições de obras consagradas que, há anos, se encontram fora dos catálogos das editoras comerciais. As estreias literárias ficam por conta de: O imaginário de Cacá Diégues na construção de uma estética alagoana, de autoria de Edson Bezerra e Luiz Fernando Magalhães; Alagoas Memória Salobra, do fotógrafo Francisco Oiticica; além dos estudos acadêmicos Políticas públicas e o perverso privilégio dos pobres, organizado pelo professor Reginaldo Souza Santos e o Avaliação do consumo alimentar aplicado a grupos de indivíduos e populações, organizado pela professora Sandra Mary Lima.

Também serão lançadas novas edições do Guia da Gastronomia Popular Alagoana, da jornalista e influencer Nide Lins; Cantigas das destaladeiras de fumo de Arapiraca, de autoria do historiador, escultor e mestre da cultura popular Zezito Guedes; e Habitus, campo e mercado editorial - A construção do prestígio da obra de Graciliano Ramos, do professor, filósofo e poeta Cosme Rogério.

A noite literária reserva, ainda, uma homenagem especial ao escritor santanense Breno Accioly cujo centenário de nascimento foi comemorado no ano passado. Durante o evento, serão apresentadas ao público leitor novas edições de João Urso – livro de contos, considerado sua obra-prima – além de Cogumelos e do romance Dunas.

300 OBRAS

Durante a gestão do governador Renan Filho, a Imprensa Oficial Graciliano Ramos produziu cerca de 300 publicações, entre livros e revistas. Deste total, metade foi fruto, principalmente, de parcerias editoriais com a Fapeal, Edufal e Eduneal, além de outras parcerias com órgãos como o Arquivo Público de Alagoas e secretarias de Estado, entre elas, a de Comunicação, Fazenda, Turismo e Desenvolvimento Econômico.

“Foi uma produção editorial ampla e diversificada”, resume Maurício Bugarim, diretor-presidente da Imprensa Oficial Graciliano Ramos. De acordo com o executivo, a gráfica e editora do Governo do Estado atualmente dispõe de um catálogo de livros capaz de agradar a todos os tipos de leitores com obras de ficção e de não ficção, assinadas por autores clássicos e contemporâneos.

“Nos últimos anos, a Imprensa Oficial Graciliano Ramos fortaleceu sua política de fomento à literatura local, dando espaço para o surgimento de novos talentos literários, selecionados a partir de editais públicos, ao mesmo tempo em que permaneceu fazendo o resgate de obras relevantes de autores que se tornaram clássicos como Lêdo Ivo, Jorge de Lima, Romeu de Avelar, Abelardo Duarte, só para citar alguns”, afirma.


Fonte: Secom Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2022 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]