Dólar com. 5.4398
IBovespa 8
12 de julho de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel STF dá 30 dias para conclusão de acordos de leniência da Lava Jato
29/05/2024 às 19h30

Cultura

Delmiro Gouveia (AL) é um dos municípios que vai sediar a 11ª edição da Campanha “Eu Viro Carranca para defender o Velho Chico em 2024

Divulgação

O município de Delmiro Gouveia, situado no Sertão de Alagoas, banhado pelo rio São Francisco, que possui os famosos cânions já visitados por milhares de pessoas foi o escolhido este ano para sediar a 11ª edição da Campanha “Eu Viro Carranca para defender o Velho Chico, que será comemorado no dia 03 de junho.

Distante da capital alagoana, cerca de 300 km, Delmiro Gouveia tem 86 anos de fundação, mais de 50 mil habitantes e é a cidade sertaneja mais populosa, mais influente do região e a única dos 102 municípios do Estado que faz divisa com a Bahia. É privilegiada, pois é banhada pelo rio São Francisco, um dos mais importantes do Brasil, que ajuda no sustento de ribeirinhos, quilombolas, indígenas e agricultores.

Conheça a história

A cidade recebeu esse nome em homenagem ao industrial cearense, Delmiro Augusto da Cruz Gouveia, grande responsável pela implantação de diversos empreendimentos com vendas de couro de bovinos e peles de caprinos na região à época. Mas, antes de receber o nome de Delmiro, o município chamava-se Pedra, primeiro nome dado ao povoado quando foi desmembrado da cidade de Água Branca, em 1938. O povoado se constituiu a partir de uma estação da Estrada de Ferro da então Great-Western, que hoje é um museu. A denominação Pedra veio de grandes rochas que existiam junto da estação.

Foi instalada em 1914 uma fábrica de linha com o nome de Companhia Agro Fabril Mercantil, atraindo para a região muitos moradores e trazendo desenvolvimento. Já em 1921, Delmiro Gouveia conseguiu dotar o lugar de energia elétrica e água canalizada, vindos da cachoeira de Paulo Afonso. A vila operária recebeu o nome de Pedra, a 'Pedra de Delmiro'.

A história registra como fato importante a visita do Imperador D. Pedro II à cachoeira, datada de 20 de outubro de 1859 e assinalada por um marco de pedra, erguido no local. Em 1938 foi criado o distrito com o nome de Pedra. Em 1945 foi mudada a denominação da vila para Delmiro Gouveia.

Turismo e lazer

Dentre os pontos turísticos da cidade sertaneja, estão o Museu Regional de Delmiro, o Complexo do Angiquinho que proporciona um passeio histórico, cultural, paisagístico e arquitetônico e o restaurante ecológico Castanho, este último é, na verdade um complexo turístico localizado na maior reserva particular de caatinga de Alagoas. A reserva do Castanho é recortada por vários Cânions com cenários extraordinários que abrigam desde piscinas naturais, a grutas com inscrições rupestres milenares.

A visita aos Cânions do Velho Chico, que ficam dentro da reserva Castanho, é um dos passeios mais interessantes de se fazer e também é um espetáculo à parte. Nas águas do rio, os turistas têm acesso a catamarãs e jet skis, além de encontrar redes e muita tranquilidade em suas margens.

Sobre a Campanha

A campanha “Eu viro Carranca para defender o Velho Chico”, está em sua 11ª edição e foi desenvolvida pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) com o mote “Velho Chico. Revitalizar o rio, preservar riquezas” que é um verdadeiro convite à ação coletiva, instigando a sociedade a se unir a favor da preservação desse patrimônio natural.

Na programação do evento que ocorrerá em Delmiro Gouveia (AL) terá apresentação da Orquestra Tenente Nicácio, exposição de artesão locais, feira agrária, exposição de animais taxidermizados do Batalhão da Polícia Ambiental (BPA), exposição Museu Vivo, exposição de arqueologia, oficina de produção de sabão ecológico, tendas educacionais, mostra de cinema ambiental e outras apresentações culturais.

Outros três municípios também serão grandes palcos para tratar da campanha Vire Carranca 2024, são eles: São Francisco (MG), Carinhanha (BA) e Lagoa Grande (PE).

Para o coordenador da Câmara Consultiva Regional do Baixo São Francisco (CCR Baixo São Francisco), Anivaldo Miranda, que está trabalhando na organização do evento do dia 03 de junho, em Delmiro Gouveia (AL), a escolha da cidade sertaneja foi unânime. “Votamos para o evento ser em Delmiro Gouveia (AL) porque já era um desejo da Câmara e pelo fato de dar uma maior visibilidade às ações realizadas pelo Comitê na região. O município foi escolhido não só por sua importância socioeconômica, mas por estar também situado próximo aos Cânions do São Francisco, além de ser uma região onde o bioma Caatinga é muito valioso e precisa urgentemente de cuidados para não ser destruído. Outro ponto que precisamos mencionar, finalmente, foi a receptividade que tivemos, tanto por parte da população, quanto da prefeitura de Delmiro Gouveia em apoio a comemoração e os debates que faremos este ano na região”, comentou.

A escolha da cidade sertaneja de Delmiro Gouveia para realizar a campanha “Eu Viro Carranca para defender o Velho Chico” foi imprescindível para que a população da região compreenda a importância da defesa do rio São Francisco e participe. “Temos recebido apoio irrestrito do município e esperamos a receptividade, bem como a presença de todos no dia do evento, em 03 de junho. Queremos ver as comunidades ribeirinhas, os povos originários e indígenas de toda redondeza que dependem do Velho Chico lutando por sua preservação. Viva o Velho Chico”, finalizou.


Fonte: Assessoria

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]