Dólar com. R$ 4,132
IBovespa +1,58%
24 de setembro de 2018
min. 23º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Ibope: Bolsonaro tem 28%, Haddad, 22%; Ciro, 11%; e Alckmin, 8%
12/01/2018 às 16h00

Economia

Alta temporada movimenta o Mercado do Artesanato

Lojistas esperam com expectativa a movimentação até o final do verão - André Miranda / Ascom Semtabes

A alta temporada tem movimentado o Mercado do Artesanato, localizado no bairro da Levada e administrado pela Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes) está intensa.

Turista do Rio de Janeiro, Dailiete Oliveira dos Santos visitou o Mercado do Artesanato. “Eu gosto daqui. Faço questão de vir. A gente fica maluca com tanta coisa bonita. Ano passado eu vim aqui e levei presente para todos. Esse ano estou comprando só para mim. Já comprei uma sandália e agora estou procurando um vestido”, disse.

O presidente da Associação dos Comerciantes do Mercado do Artesanato, Bartolomeu de Lima, contou que a frequência da chegada de ônibus com turistas aumentou no centro comercial. “A alta temporada dá uma aquecida no movimento do mercado do Artesanato. Ainda não é o que se via nos anos passados, devido ao momento da economia nacional, mas estamos tentando melhorar o atendimento. A Prefeitura também está atuando para melhorar o entorno do mercado e, assim, o acesso ao local”, colocou.

Geane dos Santos trabalha no Mercado do Artesanato há quatro anos e afirma que na loja, que também vende produtos de veraneio, o movimento está a todo vapor. “Está muito bom. Não tenho o que reclamar. Todos os dias se vende. Essa temporada está maravilhosa. O preço é ótimo, não tem o que reclamar e os produtos para a estação do verão são os mais procurados”, frisou.

Ela conta que já atendeu turistas de todo o mundo. “A gente luta para entender outros idiomas e no final a gente consegue vender. Eles gostam porque não tem esse tipo de produtos lá fora”, relatou.

O mercado é o maior centro de artesanato de Alagoas. No local, há peças variadas da cultura local, como o famoso filé alagoano, redes, objetos feitos com palha e barro, couro, bolsas, acessórios e lembranças de todos os tipos. Um restaurante também é uma opção para quem frequenta o Mercado do artesanato. O espaço abriga mais de 130 lojas no 1º e 2º pisos.

Alagoana que mora em Curitiba há mais de 20 anos, Rose Gusmão também não deixa de visitar o Mercado do Artesanato. “Todas as vezes que venho para Alagoas eu venho para o Mercado. Não deixo de levar meus tapetes e outras coisas, todos os anos. Gosto dos produtos, do preço e do atendimento”, afirmou.


Fonte: Assessoria

Todos os direitos reservados
- 2009-2018 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]