Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
21 de agosto de 2019
min. 22º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Banco Central vende dólares das reservas pela primeira vez em dez anos
16/05/2019 às 16h30

Economia

Fetag/AL avalia prejuízo de 100 mil famílias com atraso no Programa de Sementes

A Federação dos Trabalhadores Rurais e Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Alagoas (Fetag/AL) avalia um prejuízo de 80 mil a 100 mil famílias alagoanas que serão prejudicadas com o atraso no Programa de Sementes.

Na última sexta-feira (10), o conselho do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) autorizou a liberação de recursos para a aquisição de sementes na ordem de R$ 5,9 milhões.

De acordo com o presidente da Fetag/AL, Givaldo Teles, mesmo que sejam liberadas as sementes, não haverá tempo hábil para que os agricultores possam plantar e aproveitar as chuvas em Alagoas.

“Vão abrir um edital, mas não vejo futuro, por causa do prazo. Ainda vem o processo de licitação e a parte burocrática. A demora é demais. Serão muitas famílias prejudicadas, principalmente nas regiões Agreste e Sertão”, explica Teles.

O presidente da Fetag/AL teve um encontro com técnicos da Secretaria de Agricultura na quarta-feira (15), para saber do andamento do processo: “A ata do Fecoep ainda não tinha chegado. A licitação só será aberta depois que a ata chega e aí vão mais uns 40 dias pelo menos”, atenta.

O processo para a realização do Programa de Sementes, explica Teles, é iniciado no mês de janeiro, com cadastro dos agricultores no site da Secretaria de Estado de Agricultura. A Emater já anunciou que vai realizar um cadastro individual dos produtores interessados em obter as sementes. 


Fonte: BCCOM Comunicação

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]