Dólar com. 4.8785
IBovespa 0.58
22 de maio de 2022
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Serviço de bordo em voos nacionais começa a ser retomado neste domingo
27/04/2022 às 12h30

Entretenimento

Banda Motumbá lança clipe gamer com inspiração na percussão de matriz africana

Divulgação

A banda Motumbá, numa ação pioneira, lançou o clipe gamer da canção Gira Mundo, que possui mais de 10 mil visualizações no canal oficial do grupo no YouTube. Com inspiração na percussão de matriz africana, nos sambas de raiz e no merengue, ritmos que acompanham o líder da banda, Alexandre Guedes, desde a infância no bairro do Candeal, foi concebida a identidade sonora da Motumbá: afro-pop-caribenha. 

A canção Gira Mundo, ganhou clipe inspirado na estética gamer, com produção de Rebunny Studio, com roteiro de Nilton Pedrett e idealização do próprio Guedes. A animação retrata o vocalista da Motumbá como um guerreiro, e tem o mudra - marca da Motumbá - como um portal. Assista: https://youtu.be/uuwxX0u2wzE 

"No clipe buscamos fazer uma nova leitura da Motumbá, que é animação em desenhos, já que temos uma afinidade muito grande com as crianças. Então apostamos no formato gamer, representando a cultura africana e brasileira, trazendo a mensagem de união e alegria que a música Gira Mundo pretende passar", disse Alexandre.

Sobre a Motumbá

À frente do grupo, Alexandre Guedes, alia a experiência de uma trajetória artística de mais de 25 anos à energia de quem vivencia a arte em constante renovação. A banda liderada pelo cantor, compositor e instrumentista Alexandre Guedes, 52, (passagem pela Timbalada e Baianada) nasceu em 2004 e logo caiu no gosto do público com o hit Bororó. 

“A Motumbá nasceu com a proposta de criar uma linguagem musical que incorporasse elementos de nossa cultura. Ao mesmo tempo, queremos transmitir uma mensagem de paz e boas vibrações”, explica o músico. 

De acordo com Alexandre Guedes, a escolha de cada instrumento musical utilizado pela Motumbá é afinada com a proposta da banda: Atabaques, djembês e klongs representam a cultura afro-brasileira. As tamburicas, malacachetas e caixas, tradicionais das escolas de samba, trazem para o universo musical do grupo o ritmo sonoro brasileiro por excelência.

"Antes da Motumbá, os afoxés eram os únicos que usavam atabaques nos shows. Trouxemos esses instrumentos para o palco com uma afinação diferenciada, em que três músicos tocam de uma só vez. O resultado é um som menos estridente e metálico, mas com grande força percussiva”, explica o músico.

Prêmio

O Troféu Dodô & Osmar, elege anualmente os melhores do Carnaval baiano, e, em 2007, em sua primeira folia momesca em Salvador, a Motumbá concorreu nas categorias Melhor Música do Carnaval - com o sucesso Bororó, além de Banda e Cantor Revelação. Garantiu o prêmio nas duas últimas.


Fonte: Assessoria

Todos os direitos reservados
- 2009-2022 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]