Dólar com. 5.3864
IBovespa -1
30 de novembro de 2020
min. 24º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Prefeito Rui Palmeira retoma agenda pública
22/11/2020 às 10h30

Esporte

Avaí e Corinthians começam a decidir título do Brasileiro Feminino

Catarinenses buscam título inédito e paulistas a segunda conquista

Mariana Sá/CBF

Avaí/Kindermann e Corinthians começam a decidir neste domingo (22), às 20h (horário de Brasília) no estádio da Ressacada (Florianópolis), o principal Campeonato Brasileiro Feminino do país, chamado de A-1 pela organizadora CBF. O jogo da volta será dia 6 de dezembro na Arena Neo Química, em São Paulo.

As partidas serão acompanhadas atentamente por Pia Sundhage, técnica da seleção brasileira. A última final das Caçadoras foi em 2014, quando ficaram com o vice-campeonato. Já as meninas do Timão chegam à quarta decisão consecutiva e buscam repetir o feito de 2018. Além de emoção, a disputa promete muitos gols por reunir os dois ataques mais positivos da competição. Ao longo de 19 jogos, as corintianas balançaram as redes 53 vezes e as Leoas em 46 ocasiões.

Título inédito

O Avaí nunca deixou de estar dentro da zona de classificação do campeonato, e na fase mata-mata passou por Internacional e São Paulo. Os destaques do time são a goleira Bárbara e as atacantes Catyellen e Lelê, lembradas por Pia na última convocação da seleção. “Batalhamos por quatro anos na reestruturação do clube e fomos aos poucos. No futebol, estamos acostumados com o imediatismo, mas com o tempo foi provado que dá para avançar”, afirmou o treinador Jorge Barcellos.

Timão favorito

O Corinthians chega como favorito pela campanha realizada até agora. Em 45 pontos disputados, conquistou 42. Na primeira fase, dominou o campeonato de ponta a ponta, e despachou nas oitavas de final o Grêmio e nas semifinais o arquirrival Palmeiras. Além do melhor ataque, o Timão também é dono da melhor defesa, sofrendo apenas 8 gols em todo o torneio.

A capitã Tamires é uma das estrelas do elenco alvinegro, treinado por Arthur Elias, que descarta o favoritismo. “A final está totalmente aberta. Ano passado, também fizemos mais pontos que a Ferroviária e perdemos o título”, relembra o técnico do Timão.


Fonte: Agência Brasil

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]