Dólar com. 5.6908
IBovespa 2.23
06 de março de 2021
min. 25º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Brasil registra aumento de 11% em mortes por covid-19 em uma semana
23/02/2021 às 18h00

Esporte

Ninguém ainda ameaça Djoko, um dos três grandes do tênis, diz Murray

O sérvio número 1 do mundo faturou pela nona vez o Aberto da Austrália

Andy Murray não ficou surpreso quando Novak Djokovic conquistou seu nono título do Aberto da Austrália no útlimo domingo (21), e disse que os jovens talentos do circuito masculino não diminuíram a distância do "Big Three".

Daniil Medvedev chegou à final em Melbourne na esteira de uma sequência de 20 vitórias, mas foi derrotado em três sets por Djokovic, que obteve sua 18ª coroa de Grand Slam.

Com o triunfo do sérvio, 15 dos últimos 16 grandes torneios foram vencidos por Djokovic, Roger Federer e Rafael Nadal.

"Esperava que a final fosse mais disputada, mas também sei como Novak é bom lá e quando está inspirado e altamente motivado", disse Murray, que desistiu do torneio por não ter conseguido cumprir uma "quarentena viável" após um exame positivo de covid-19. "Devolver ou sacar em uma final de Grand Slam é diferente de uma quarta de final ou uma semifinal quando você está enfrentando alguém que venceu 17 delas", disse. "É muito intimidante, e os mais jovens não mostraram que estão particularmente próximos".

O britânico de 33 anos, vencedor de três Grand Slams, disse que não assistiu à maior parte do torneio por causa da decepção de não ter participado.

"Assisti muito pouco, queria estar lá e foi sofrido. Parei de seguir todos os tenistas que sigo nas redes sociais porque realmente não queria ver aquilo".


Fonte: Agência Brasil

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]