Dólar com. 5.6128
IBovespa 0.58
07 de dezembro de 2021
min. 24º máx. 33º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Boletim Covid-19: Alagoas registra 43 novos casos e duas mortes
29/06/2021 às 19h00

Esporte

Eurocopa: Autoridade da UE questiona semifinais e final em Londres

Reino Unido enfrenta disparada de casos da variante Delta da covid-19

A Uefa precisa analisar "muito cuidadosamente" se as semifinais e a final da Eurocopa deveriam mesmo ser realizadas no Reino Unido, que está enfrentando uma disparada de infecções de covid-19, disse uma autoridade graduada da União Europeia nesta terça-feira (29).

O estádio de Wembley, em Londres, deve sediar as semifinais em 6 e 7 de julho e a final no dia 11 de julho com mais de 60 mil torcedores - 75% de sua capacidade - no momento em que a altamente transmissível variante Delta do novo coronavírus provoca um pico de infecções.

"Haverá muitas pessoas, e a ideia de um estádio cheio no momento [em que] estamos tão preocupados por a variante Delta estar tão presente por si só manda a mensagem de que a Uefa precisa analisar muito cuidadosamente", disse o vice-presidente da Comissão Europeia, Margaritis Schinas, em uma coletiva de imprensa.

Schinas, que supervisiona as políticas de saúde pública do bloco, disse haver uma "assimetria" a ser levada em conta, já que o Reino Unido está impondo restrições a viagens de seus cidadãos à UE enquanto se prepara para aceitar uma "presença maciça" de visitantes da mesma UE.

Todos os portadores de ingressos terão que ter ou um exame negativo de covid-19 ou prova de vacinação completa. Não ficou claro se o Reino Unido amenizará as restrições, na maioria dos casos uma exigência de dez dias de quarentena, aos torcedores visitantes.

"Acho que estas considerações objetivas deveriam fazer a Uefa analisar muito cuidadosamente a situação das semifinais e da final", disse Schinas.


Fonte: Agência Brasil

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]