Dólar com. 4.9938
IBovespa 0.58
24 de fevereiro de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Vigilância Sanitária apreende 500 kg de produtos vencidos na Levada
23/01/2024 às 16h00

Esporte

Crea-AL participa de discussão sobre a retomada das obras da ferrovia Transnordestina

A engenheira civil Rosa Tenório, presidente do Crea-AL, ressaltou a importância da colaboração entre os estados para fortalecer a economia do Nordeste.

Fonte: Reprodução

Na última sexta-feira, dia 19, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL) reuniu-se em Pernambuco para discutir a retomada das obras da ferrovia Transnordestina, que abrange os estados de Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco. Ao final do encontro, o grupo intitulado como “Movimento Transnordestina Já”, composto por representantes dos Creas, Sinduscon-PE, Federação da Indústria, Clube de Engenharia, Sinaenco, OAB e governos estaduais, decidiu elaborar um documento conjunto, liderado pelo Crea-PE, contendo propostas para viabilizar a conclusão da ferrovia. Esse documento será entregue ao Ministro dos Transportes, Renan Filho, e às bancadas estaduais e federais dos quatro estados.

A engenheira civil Rosa Tenório, presidente do Crea-AL, ressaltou a importância da colaboração entre os estados para fortalecer a economia do Nordeste. Durante o encontro realizado na sede do Sinduscon-PE, ela enfatizou a necessidade de cobrar mais investimentos do Governo Federal.

“É uma cobrança necessária que vamos fazer ao Governo Federal para construção de uma malha ferroviária que integre o Nordeste. Aqui, na sede do Sinduscon-PE, estamos conhecendo a fundo o projeto e discutindo tecnicamente. Precisamos reforçar o quanto é fundamental o investimento nesse tipo de transporte, principalmente pela segurança que ele entrega. Vamos unir esforços para que essa discussão chegue ao Ministério dos Transportes e também no Congresso Nacional”, destacou Rosa Tenório que também contava com a companhia dos engenheiros conselheiro federal por Alagoas Candido Carnaúba; presidente do Clube de Engenharia de AL Aloisio Ferreira e do diretor do Clube Antônio Facchinetti. 

O “Movimento Transnordestina Já” obteve informações sobre a atual situação da ferrovia e foi orientado sobre possíveis propostas para a elaboração do documento pelos integrantes do Comitê Tecnológico Permanente (CTP) do Conselho, os engenheiros civis Maurício Pina e Carlos Calado; e o sócio da TGI Consultoria, Francisco Cunha.

Os principais pontos do documento são a cobrança do cumprimento das obrigações legais pela concessionária TLSA para a devolução da malha ferroviária dos quatro estados; a agilização de uma nova concessão; a articulação da malha ferroviária com a Bahia e a interligação com a ferrovia Norte/Sul.

“O interesse privado tem que ser respeitado, mas não pode ficar acima dos interesses da sociedade”, afirmou o presidente do Crea-PE, Adriano Lucena, que destacou também a importância da participação dos Creas dos quatro estados na articulação pela retomada da ferrovia. “Esse encontro é especial para que os estados se unam e possam caminhar de mãos dadas”, afirmou Adriano Lucena, presidente do Crea-PE. 

A construção da Transnordestina começou em 2006 e, a princípio, deveria ficar pronta em 2010. Quando lançada foi considerada a maior obra de infraestrutura do Nordeste e uma das maiores do Brasil.


Fonte: Assessoria

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]