Dólar com. R$ 4,132
IBovespa +1,58%
21 de outubro de 2018
min. 22º máx. 31º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Mulheres fazem ato pelo país contra Bolsonaro e pela democracia
13/03/2018 às 13h30

Geral

Ações de saúde são potencializadas no Presídio do Agreste

Seris e Reviver desenvolvem calendário anual de atividades para orientar internos e combater possíveis doenças

Ao ingressar no presídio, o interno é submetido a triagem da equipe multidisciplinar - Jorge Santos/Divulgação

Com intuito de garantir a assistência à saúde, conforme diretriz da Lei de Execução Penal (LEP), a Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) desenvolve, no Presídio do Agreste, um calendário anual de campanhas para combater e prevenir doenças. Trabalhando em parceria, a Gerência de Saúde da Seris e a Reviver minimizam a incidência de enfermidades no cárcere.

Ao ingressar no presídio, o interno é submetido a triagem da equipe multidisciplinar, composta por enfermeiro, clínico geral e psiquiatra. Caso seja constatado algum problema de saúde, imediatamente é iniciado tratamento. Além disso, existem os testes rápidos para detectar doenças infecciosas, como HIV, sífilis e hepatites B e C e as campanhas de imunização.

Planejamento

Com a supervisão da Gerência de Saúde da Seris, a direção do Presídio do Agreste preparou um calendário anual de ações de assistência à saúde, desenvolvendo campanhas sobre doenças cardiovasculares, hanseníase, tuberculose, hipertensão arterial, tabagismo, hepatites virais, câncer de próstata, dentre outras.

Em fevereiro, por exemplo, foram promovidas diversas atividades sobre diabetes mellitus. Além dos testes de glicemia para busca ativa da doença, os reeducandos participaram de palestra sobre os sintomas e tratamento adequado, o impacto da doença no comportamento do indivíduo e a importância das atividades físicas para o controle do diabetes.

De acordo com o secretário executivo de gestão interna da Seris, major Marcos Henrique do Carmo, a Seris e a Reviver somam esforços para aprimorar a assistência à saúde no cárcere. "Todas as práticas desenvolvidas no Agreste, independentemente da área, contam com o planejamento e acompanhamento da Seris. Na assistência à saúde não é diferente", conclui o secretário. 


Fonte: Agência Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2018 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]