Dólar com. R$ 3,645
IBovespa +1,13%
23 de maio de 2018
min. 25º máx. 27º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Morre uma das três sobreviventes do acidente aéreo em Cuba
19/04/2018 às 12h00

Geral

Influenza 2018: campanha de vacinação começa segunda (23)

O Programa Nacional de Imunização (PNI) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promove a partir da próxima  segunda-feira (23) até o dia 1º de junho, a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza 2018, nas unidades de saúde de Maceió. Com o público-alvo preconizado pelo Ministério da Saúde (MS), a ação tem o objetivo de vacinar contra a gripe para reduzir as infecções e os casos de vírus pela influenza. A mobilização nacional, conhecida como dia D de Vacinação, está programa para acontecer no sábado, 12 de maio.

A vacina contra a gripe tem como objetivo reduzir as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou até mesmo óbitos. A campanha visa proteger o grupo prioritário contra os três subtipos vírus da gripe: Influenza B, H1N1 e H3N2. A ação deve vacinar cerca de 54,4 milhões de pessoas preconizadas pelo Ministério, seguindo recomendação da Organização Mundial da Saúde (SMS), com base em estudos epidemiológicos e observação do comportamento das infecções respiratórias.

Estão inseridos no grupo prioritário pessoas a partir 60 anos de idade, crianças de seis meses e menores de cinco anos de idade, gestantes em qualquer idade gestacional, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do Sistema Prisional. Além desses, precisam apresentar documentação para comprovar a sua condição e também estão no grupo as puérperas até 45 dias após o parto, trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Em Maceió, os profissionais de saúde das 65 unidades que possuem sala de vacina, no Sistema Prisional e a equipe móvel de Vacinação do PNI estarão mobilizados durante todo o período de Campanha para atingir a meta de vacinação estabelecida pelo Ministério, que corresponde a 90% do público-alvo, um total de 226.740 pessoas na capital.

Durante a campanha, as vacinas estarão disponibilizadas, de segunda a sexta-feira, em todas as salas de vacina das unidades/postos de saúde do município. Além das unidades, as vacinas também estarão disponíveis em postos fixos. São eles: Maceió Shopping (Mangabeiras), Shopping Pátio Maceió (Benedito Bentes) e Parque Shopping Maceió (Cruz das Almas), das 10h às 21h. A loja Carajás Home Center, no Tabuleiro, também será um posto de vacinação, das 8h às 20h.

Prevenção

A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). À população em geral, o Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples como medida de prevenção para evitar a doença: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

Reação Adversa

Após a aplicação da vacina, podem ocorrer, de forma rara, dor, vermelhidão e endurecimento no local da injeção. São manifestações consideradas benignas, cujos efeitos costumam passar em 48 horas.  A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados. É importante procurar o médico para mais orientações.

Gripe

Causada pelo vírus Influenza, a gripe é uma infecção do sistema respiratório que tem como principal complicação a pneumonia, responsável por um grande número de internações hospitalares no país. A doença inicia-se com febre alta, em geral acima de 38 graus, seguida de dores musculares, de garganta e de cabeça e tosse seca. A febre é o principal sintoma e dura em torno de três dias.

O Brasil é um dos poucos países a oferecer, desde 1999, a vacina gratuitamente, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo o Ministério da Saúde, em 2017, foram registrados 394 casos e 66 óbitos por influenza no país. Desse total, 25 casos e 7 mortes foram pelo vírus H1N1; 224 casos e 30 óbitos por H3N2; 81 casos e 24 óbitos por influenza B; e 44 casos e 5 mortes por influenza A não subtipada.

Em 2018, até 14 de abril, foram registrados 392 casos de influenza em todo o país, com 62 óbitos, sendo 190 casos e 33 óbitos por H1N1; 93 casos e 15 óbitos por H3N2; 62 casos e 6 óbitos por influenza B e 47 casos e 8 óbitos por influenza A não subtipado.


Fonte: Ascom SMS com informações do Ministério da Saúde

Todos os direitos reservados
- 2009-2018 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]