Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
23 de julho de 2019
min. 23º máx. 28º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Bolsonaro diz que apoia suspensão da tabela do frete
15/05/2019 às 13h27

Geral

CPRM e Defesa Civil trabalham na elaboração do mapa de risco do Pinheiro

Marco Antônio/Secom Maceió

Técnicos da Defesa Civil Nacional e Municipal e do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) iniciaram os trabalhos de elaboração do Mapa de Áreas de Risco dos bairros Bebedouro, Mutange e Pinheiro. Nessa terça-feira, 13, e na manhã desta quarta-feira (15), na sede da Defesa Civil, no bairro do Pinheiro, os profissionais se reuniram para discutir os dados apresentados no laudo da CPRM e definir quais as áreas mais críticas.

Segundo Armin Braum, diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), a construção do Mapa é fundamental para definir quais as principais áreas de risco nos bairros afetados pelo problema e, a partir deste mapa, construir as ações que devem ser adotadas na região pela Defesa Civil.

“Estamos construindo o Mapa de Risco e categorizando as principais áreas de risco. Analisando onde o risco é mais alto, onde as pessoas podem permanecer. Este trabalho está sendo feito a partir do relatório da CPRM, com base nas informações de danos e nas áreas mais críticas, na experiência da Defesa Civil do Município, entre outros fatores. A gente está fazendo um mapa que vai priorizar os locais que oferecem mais riscos”, esclareceu Armin Braum.

Reunião dessa terça-feira, 14, na sede da Defesa Civil, para a atualização do mapa de risco do Pinheiro, Mutange e Bebedouro.Ele explicou ainda que este Mapa de Risco vai nortear as ações de Defesa Civil que devem ser adotadas nas regiões. “As ações de Defesa Civil são contínuas, mas a retirada de moradores de áreas de risco depende da definição desse mapa”, disse.

Com este trabalho conjunto, a Prefeitura de Maceió terá informações sobre os danos em cada área e a intensidade dos riscos, podendo adotar medidas com a Defesa Civil Nacional. “Este mapa será elaborado com base nos dados apresentados na audiência pública, realizada em 8 de maio. O objetivo é trabalhar um mapa que seja consistente e adotar as medidas necessárias. Além disso, esse documento precisa ser entendido pela população e pela Defesa Civil Municipal”, reforçou o secretário-adjunto especial da Defesa Civil, Dinário Lemos.

Nessa terça-feira, o general de Brigada Carlos Duarte Pontual de Lemos, comandante da 10ª Brigada de Infantaria Motorizada, e o tenente-coronel Cláudio Gadelha Fernandes, comandante do 59º Batalhão de Infantaria Motorizado, também  participaram da reunião de atualização do mapa de risco do Pinheiro.

Segundo os profissionais envolvidos no trabalho, a intenção é definir as áreas de risco e as ações necessárias nos bairros afetados ainda esta semana.


Fonte: Secom Maceió

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]