Dólar com. 5,086
IBovespa 2,15
04 de junho de 2020
min. 24º máx. 28º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel MP ajuíza ação para garantir kits alimentares para alunos da rede pública de ensino de Messias
15/05/2019 às 13h27

Geral

CPRM e Defesa Civil trabalham na elaboração do mapa de risco do Pinheiro

Marco Antônio/Secom Maceió

Técnicos da Defesa Civil Nacional e Municipal e do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) iniciaram os trabalhos de elaboração do Mapa de Áreas de Risco dos bairros Bebedouro, Mutange e Pinheiro. Nessa terça-feira, 13, e na manhã desta quarta-feira (15), na sede da Defesa Civil, no bairro do Pinheiro, os profissionais se reuniram para discutir os dados apresentados no laudo da CPRM e definir quais as áreas mais críticas.

Segundo Armin Braum, diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), a construção do Mapa é fundamental para definir quais as principais áreas de risco nos bairros afetados pelo problema e, a partir deste mapa, construir as ações que devem ser adotadas na região pela Defesa Civil.

“Estamos construindo o Mapa de Risco e categorizando as principais áreas de risco. Analisando onde o risco é mais alto, onde as pessoas podem permanecer. Este trabalho está sendo feito a partir do relatório da CPRM, com base nas informações de danos e nas áreas mais críticas, na experiência da Defesa Civil do Município, entre outros fatores. A gente está fazendo um mapa que vai priorizar os locais que oferecem mais riscos”, esclareceu Armin Braum.

Reunião dessa terça-feira, 14, na sede da Defesa Civil, para a atualização do mapa de risco do Pinheiro, Mutange e Bebedouro.Ele explicou ainda que este Mapa de Risco vai nortear as ações de Defesa Civil que devem ser adotadas nas regiões. “As ações de Defesa Civil são contínuas, mas a retirada de moradores de áreas de risco depende da definição desse mapa”, disse.

Com este trabalho conjunto, a Prefeitura de Maceió terá informações sobre os danos em cada área e a intensidade dos riscos, podendo adotar medidas com a Defesa Civil Nacional. “Este mapa será elaborado com base nos dados apresentados na audiência pública, realizada em 8 de maio. O objetivo é trabalhar um mapa que seja consistente e adotar as medidas necessárias. Além disso, esse documento precisa ser entendido pela população e pela Defesa Civil Municipal”, reforçou o secretário-adjunto especial da Defesa Civil, Dinário Lemos.

Nessa terça-feira, o general de Brigada Carlos Duarte Pontual de Lemos, comandante da 10ª Brigada de Infantaria Motorizada, e o tenente-coronel Cláudio Gadelha Fernandes, comandante do 59º Batalhão de Infantaria Motorizado, também  participaram da reunião de atualização do mapa de risco do Pinheiro.

Segundo os profissionais envolvidos no trabalho, a intenção é definir as áreas de risco e as ações necessárias nos bairros afetados ainda esta semana.


Fonte: Secom Maceió

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]