Dólar com. 5,347
IBovespa 2,05
09 de julho de 2020
min. 22º máx. 27º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Marechal Deodoro se destaca por baixo número de mortes por Covid-19 entre cidades metropolitanas
13/06/2019 às 09h41

Geral

Tribunal do Júri inicia julgamento de acusado de matar empresário Guilherme Brandão

Julgamento ocorre no Fórum da Capital, no Barro Duro; sessão deve terminar apenas no final da noite

Marcelo Carnaúba está sendo julgado no Fórum da Capital, no Barro Duro. - Maria Eduarda Baltar/Dicom

O 3º Tribunal do Júri de Maceió iniciou, na manhã desta quinta-feira (13), o julgamento do réu Marcelo dos Santos Carnaúba, acusado de matar o empresário Guilherme Brandão, em 2014, na capital. A previsão é que a sessão termine no final da noite.

"Minha expectativa é terminar ainda hoje. Será um júri cansativo, com nove testemunhas inquiridas. Vamos tentar terminar a fase de instrução por volta das 14h. Depois retornaremos para os debates", disse o juiz Geraldo Cavalcante Amorim, que preside o julgamento.

O promotor de justiça Leonardo Bastos sustenta a tese de homicídio com as qualificadoras de impossibilidade de defesa da vítima e com a intenção de ocultar outro crime.

"O réu efetuou disparo que atingiu a nuca da vítima. O crime foi cometido para ocultar as fraudes financeiras que ele estava cometendo na empresa da vítima", afirmou o promotor, que vai pedir ainda a condenação por fraude processual.

"O acusado alterou a cena do crime visando sustentar a tese de latrocínio, tese essa que ele não conseguiu manter, tendo posteriormente confessado o homicídio. O Ministério Público quer a condenação pelos dois crimes, o que pode dar de 25 a 30 anos de prisão", explicou o promotor.

A tese da defesa, feita pelo advogado Raimundo Palmeira, é de que o crime não foi premeditado, nem cometido para ocultar desvios financeiros. "As transferências da empresa para Marcelo eram pagamentos por compras realizadas no cartão do réu", afirmou.


Fonte: Dicom TJ/AL

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]