Dólar com. 5,218
IBovespa 2,00
05 de agosto de 2020
min. 22º máx. 27º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Caixa manterá calendário de saque do FGTS mesmo após fim da MP 946
15/07/2019 às 15h57

Geral

MPT aguarda julgamento de liminar que pede reintegração de jornalistas da TV Gazeta

Segundo direção da 2ª VT de Maceió, julgamento deve ocorrer até esta terça-feira, 16; expectativa do MPT é que decisão seja favorável aos profissionais

O Ministério Público do Trabalho (MPT) aguarda que a 2ª Vara do Trabalho de Maceió julgue, ainda nesta semana, o pedido – em caráter de urgência - que pede a reintegração imediata de 15 jornalistas demitidos da TV Gazeta e TV Mar. No último dia 9, o MPT ajuizou ação civil pública contra as empresas da Organização Arnon de Mello, por realizarem dispensas discriminatórias de profissionais que participaram de greve contra a redução do piso salarial.

De acordo com a diretoria da 2ª VT da Capital, o pedido liminar do processo 0000609-60.2019.5.19.0002 deve ser julgado até esta terça-feira, 16. Segundo a direção, a minuta da decisão já está no gabinete do juiz responsável para assinatura e revisão.

A expectativa do Ministério Público do Trabalho é que a decisão seja favorável aos profissionais de comunicação, diante da conduta antissindical das empresas de demitirem os jornalistas que aderiram à greve da categoria. Na ação civil pública, o MPT requer ao judiciário que a TV Gazeta e TV Mar reintegrem os jornalistas nas mesmas funções exercidas antes do movimento grevista, com o ressarcimento de todo o período de afastamento e pagamento das devidas remunerações legais.

O MPT também pede que as empresas não dispensem empregado por participação em atividades sindicais e sejam proibidas de cometer qualquer ato que represente cerceamento à liberdade sindical.

Para o Ministério Público do Trabalho, as empresas feriram dispositivos da Constituição Federal sobre o direito de greve e convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT) que tratam da sindicalização de trabalhadores. As demissões dos profissionais, segundo o MPT, também atentam contra pactos e declarações internacionais de direitos humanos.

A primeira audiência judicial sobre a demissão dos jornalistas da TV Gazeta e TV Mar acontece no próximo dia 24 de julho, às 8h35, na 2ª Vara do Trabalho de Maceió. A audiência terá participação do Ministério Público do Trabalho, autor da ação.


Fonte: Ascom MPT/AL

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]