Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
16 de setembro de 2019
min. 23º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Caixa tem horário estendido hoje e amanhã para saque do FGTS
23/08/2019 às 20h00

Geral

OBMEP 2018: Número de alunos medalhistas da rede estadual cresce em 70%

Premiação será na segunda-feira (26), a partir das 9h30, na Reitoria da Ufal

Cerca de 90 estudantes alagoanos serão premiados, na segunda-feira (26), pela conquista de medalhas na edição  2018 da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). O evento, que será realizado no auditório da Reitoria da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), começa às 9h30 com a presença de alunos da rede pública e privada.

Alagoas bateu recorde de medalhas na edição 2018 da OBMEP, com a conquista de 90 medalhas; foram 77 bronzes, 12 pratas e 1 ouro e 447 Menções Honrosas. São três conquistas a mais do que em 2017, que teve 87 medalhistas. Destas 90 medalhas, 84 são da rede pública e seis da rede particular. E dentre os 84 medalhistas da rede pública, 29 são da rede estadual, ou seja, um aumento de 70% no número de medalhistas, em relação ao ano passado. Os números da rede estadual alagoana representam um avanço, visto que, ano passado, foram 17 medalhistas, 12 a menos que este ano.

Ampliando horizontes

Na Escola Estadual Margarez Maria Santos Lacet, os estudantes Ana Vitória de Lima e Jean da Rocha – 7º e 9º ano, respectivamente – conquistaram medalha de bronze. Ambos compartilham o gosto pela matemática e bons exemplos dentro de suas casas.

“As olimpíadas são essenciais porque aguçam o interesse dos alunos. No caso deles, a OBMEP busca o dom que eles têm para a disciplina e vai ampliando os horizontes. No futuro teremos um grande matemático porque o Jeann já falou que quer seguir nessa área e a Vitória tem muito futuro no caminho que ela escolher”, ressalta o diretor adjunto da unidade, Cleber Tenório.

Herança de família

O bronze de Ana Vitória foi obtido em sua segunda participação na Olimpíada. Para ela, extrema felicidade é a emoção que melhor define o que sentiu no momento da descoberta de seu feito. “Na segunda fase, eu senti que fui muito bem. De início não entendi algumas questões mas, pensando um pouquinho, consegui compreender e resolver. Eu sabia que tinha acertado um bom número de questões. Fiquei muito feliz ao saber que consegui a medalha de bronze”, conta.

Jeann da Rocha vem de uma geração de apaixonadas pelas ciências exatas em sua família. Seu irmão se destacou nas olimpíadas de astronomia e física e, atualmente, cursa bacharelado em Física na Ufal. Participando pela terceira vez da OBMEP, Jeann recebeu menção honrosa na edição anterior. "Recebo muito apoio de minha família e fui muito inspirado pelo meu irmão, até meu gosto pela escrita surgiu por influência dele. Gosto tanto de matemática que desejo cursar matemática quando sair da escola”, relata Jeann.

Medalhistas

Além de Ana Vitória e Jeann, conquistaram o bronze pela rede estadual os estudantes Chloe Golubiewski (Colégio Tiradentes Maceió), José Gustavo Farias (Colégio Tiradentes Agreste) Arthur dos Anjos (Colégio Tiradentes Maceió), Cláudio Matheus Anselmo Santos (Colégio Tiradentes Agreste), Luana Marina Ferro (Escola Rotary Arapiraca), Rubens José Firmino (Escola Padre Jefferson de Carvalho), Rafaela Candido (Escola Alfredo Gaspar), Albert Willames Peixoto (Escola Dr. Paulo de Castro Sarmento), João Victor Silva Santos (Escola Padre Cabral), Walleria Simões Correia (Colégio Tiradentes Agreste), Kaua Lourenço de Vasconcelos (Colégio Tiradentes Maceió), Diogo Magalhães (Escola Manoel de Araújo Dória), Gabriela Barbosa (Escola Almeida Cavalcanti), José Joaquim da Silva Neto (Escola Jorge de Lima), Robert Leonard Correa (Escola Comendador José da Silva Peixoto), Gabriel Victor dos Santos (Escola Santos Ferraz), Wellington da Silva Santos (Escola Padre Aurélio Gois), José Euclides da Silva Neto (Escola Professora Joanita de Melo), Iury Silva Mendes (Escola Laura Chagas), José Ruan Francisco (Escola Álvaro Paes), Mateus Pereira Araujo (Escola Elza Soares), Wedson Rocha dos Santos (Escola Mileno Ferreira), Ezequiel de Braga Santos (Escola Álvaro Paes), Sayonara Esther Ferreira (Escola Djalma Barros Siqueira) e João Victor Ferreira (Escola Maria Cândida).

Já os estudantes Wellington José Leite da Silva (Escola Onélia Campelo) e Maria Karla Barbosa (Escola Álvaro Paes) foram medalha de prata.


Fonte: Agência Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]