Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
17 de setembro de 2019
min. 22º máx. 26º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Polícia Federal deflagra segunda fase da operação Retomada Alagoana
11/09/2019 às 19h30

Geral

Saúde promove curso sobre manejo e controle animal

Curso de manejo e controle animal. - Neno Canuto/Ascom SMS

A Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promoveu nesta quarta-feira (11) o Curso de Formação de Oficiais de Controle Animal (FOCA), direcionado a profissionais que atuam no controle e manejo animal em Maceió. O encontro, que teve início na segunda (9) e vai até esta quinta (12), ocorre no Centro de Interesse Comunitário (CIC) da Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

De acordo com Samy Barros, coordenador da UVZ, a capacitação é importante pois o perfil do profissional que trabalha na unidade é diferente dos demais profissionais de saúde. “Além de trabalharmos com seres humanos, trabalhamos também com animais, e esse treinamento visa justamente melhorar essa interação entre humano e animal. De que forma posso manejar esse animal sem trazer dano a uma outra espécie? De que forma posso manejar um animal dando a ele o bem-estar necessário para que ele possa, mesmo apreendido por conta de um dano, ser tratado dentro da ética que ele merece? São questões como essas que vão nortear nosso trabalho aqui”, explica.

“Essa capacitação estará presente nas atividades do dia a dia da UVZ, mas esses profissionais também estarão prontos para atuar em casos atípicos, como o do Pinheiro, onde há um grande número de animais abandonados na região, destaca Samy Barros, coordenador da UVZ de Maceió. “Esses animais precisam de um olhar diferenciado, uma estratégia especial de trabalho, de modo que sejam tratados com ética e dignidade e ao mesmo tempo não interfiram no modo de vida das pessoas daquele bairro e adjacências. Esse trabalho é voltado para olhar de saúde coletiva.”

Para Fernanda Araújo, diretora de Vigilância em Saúde da SMS, é necessário qualificar os servidores que trabalham diretamente junto aos animais. “Buscamos proporcionar conhecimentos específicos quanto ao trato e ao manejo, de forma que possamos ter uma mão de obra com um olhar atento às necessidades da natureza animal. Qualificando a mão de obra, podemos ampliar o olhar mais humanizado para esses animais”, afirma.

O curso está estruturado em quatro eixos principais: Saúde Coletiva e Medicina Populacional; Etologia e Manejo Populacional; Bioética e Medicina Veterinária Legal e Oficial de Controle Animal. Ele é direcionado a todos os profissionais que trabalham na UVZ, como médicos veterinários, zootecnistas, biólogos, tratadores, capturadores e área administrativa, que durante o desempenho de suas atividades também interagem com os animais que chegam ao local. Ao todo, 31 profissionais estão participando do curso.

Sobre os desafios dessa formação, Samy Barros reforça. “O desafio é enorme, pois vamos depender do olhar do ser humano junto ao animal, e sabemos como é difícil, pois as pessoas ainda não entendem a necessidade de entender o próximo, principalmente quando o próximo é de outra espécie. O primeiro pontapé está sendo dado e daqui pra frente é exercício e treinamento com o objetivo de mudar cabeças e atitudes”.

Medicina Veterinária Do Coletivo

O curso de Formação de Oficiais de Controle Animal (FOCA) foi criado pelo Instituto Técnico de Educação e Controle Animal em 2004 e já capacitou 3.500 profissionais da América Latina e Portugal. O curso é voltado para todos os profissionais que trabalham, direta ou indiretamente, com o controle ou manejo animal: médicos-veterinários, biólogos, zootecnistas, psicólogos, assistentes sociais, entre outros. Também são beneficiados gestores, funcionários administrativos, educadores, agentes de saúde (zoonoses e endemias), funcionários que realizam manejo de cães e gatos, que atuam no recolhimento (captura) e nas atividades de manutenção em canis ou gatis, protetores de animais, entre outros.

Medicina Veterinária do Coletivo (MVC) é uma nova área da Medicina Veterinária que interage com a Saúde Coletiva, a Medicina de Abrigos e a Medicina Veterinária Legal. O manejo populacional humanitário e sustentável de cães e gatos em áreas urbanas é um dos grandes desafios da MVC, sendo um problema para a saúde coletiva. Engloba protocolo de admissão de animais, programas preventivos, ressocialização e educação (adestramento) para que os animais sejam reintroduzidos na sociedade sem representar riscos.


Fonte: Ascom SMS

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]