Dólar com. 5.2927
IBovespa -2.54
16 de janeiro de 2021
min. 24º máx. 29º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Juíza federal dá 24h para União e AM apresentarem plano para oxigênio
13/01/2021 às 22h30

Geral

Prefeitura discute implantação gradual de sistema de processos eletrônicos

A Prefeitura de Maceió iniciou as tratativas para, de forma gradual, implementar o processamento eletrônico em toda a gestão. O assunto foi discutido nesta quarta-feira (13) pelos secretários de Governança, Antonio Carvalho, e de Gestão, Rayane Tenório, com técnicos das duas pastas, responsáveis pela mudança.

A meta do grupo é que, nos primeiros 100 dias da atual administração, o Sistema Unificado de Processos Eletrônicos (Supe) comece a ser implantado de maneira escalonada. A plataforma foi desenvolvida pela Diretoria de Tecnologia da Informação da Secretaria Municipal de Gestão (Semge) e está pronta para ser utilizada.

De acordo com o secretário de Governança, a Prefeitura planeja acabar com o processo físico (em papel) e criar um cronograma para que as pastas, passo a passo, consigam aderir ao novo modelo.

“Pretendemos estruturar a ideia, discutir de que maneira a implantação será feita e levar a proposta para ser referendada pelo prefeito JHC. Com a autorização, vamos promover uma capacitação e elaborar um plano por secretaria”, destacou Antonio Carvalho.

Como alguns setores da gestão municipal já utilizam o Supe, o grupo quer aproveitar a experiência exitosa para levar o processamento eletrônico a todas as pastas. “Assim, a gestão visa à redução dos custos com os processos, melhorar a agilidade da tramitação, trazendo uma resposta mais rápida ao usuário, além de garantir a sustentabilidade e a desburocratização”, destaca a secretária Rayane Tenório.

A reunião desta quarta-feira derivou de discussões que surgiram no âmbito do grupo técnico que estuda a reforma administrativa proposta por JHC. Nesta frente, serão debatidas algumas possibilidades e definido o plano de implementação do sistema eletrônico de processos.

A Prefeitura de Maceió também pretende avançar nos estudos que visam estruturar a gestão documental no Município. “Temos um longo caminho até criar uma gestão documental. A Governança, por exemplo, depende muito desta gestão para conseguir obter os indicadores em relação aos fluxos da prefeitura”, enfatizou Antonio Carvalho.


Fonte: Secom Maceió

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]