Dólar com. 5.0903
IBovespa 0.58
12 de agosto de 2022
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Auxílio Brasil é pago hoje a beneficiários com NIS final 4
29/06/2022 às 06h00

Geral

Uneal realizará evento com presença de indígenas de 30 aldeias de Alagoas

Divulgação

Indígenas de dez municípios alagoanos estarão presentes no Campus III da Uneal, em Palmeira dos Índios, para participar do 11o Abril Indígena, no período de 02 a 05 de julho, iniciativa que propõe dar visibilidade e destaque ao protagonismo destes povos na história do Brasil e, principalmente, em Alagoas. O tema deste ano é "Por eles e com eles"/"Por elas e com elas", frisando a abertura do espaço na universidade para o conhecimento dos povos originários.

No mesmo período e local, acontece a quarta edição do Estudos Cooperados do Curso de Licenciatura Intercultural Indígena (CLIND), uma ferramenta de socialização de experiências dos estudantes que articula os povos indígenas de Alagoas e pesquisadores de diversas universidades brasileiras.

Estão inscritos 300 participantes, dos quais 240 são indígenas das 13 etnias das 30 aldeias, dos municípios de Pariconha, Inhapi, Água Branca, São Sebastião, Feira Grande, Porto Real do Colégio, Traipu, Delmiro Gouveia, Joaquim Gomes e Palmeira dos Índios. Também participam 60 estudantes dos cursos regulares da Uneal.

A programação inclui minicursos e mesas temáticas que contam com estudiosos e representantes indígenas. "A ideia é que a Universidade dê eco à voz do povo indígena e não mais que a universidade fale por eles. É um encontro do saber tradicional dos povos  com o saber da academia", frisou o docente José Adelson Lopes.

A conferência de abertura "O marco temporal e a preservação da cultura indígena será ministrada pela procuradora do Estado de Alagoas, Rosana Cólen Moreno, no sábado (02), às 19h30, no Campus do Instituto Federal de Alagoas (IFAL), em Palmeira dos Índios.

Durante o evento será lançada a segunda edição da revista Campió e a obra "A província dos trabalhadores tutelados: Trabalhadores indígenas diante do poder político e econômico na província das Alagoas (1845–1872)", do professor Aldemir Barros da Silva Júnior

O  evento é realizado pelo Grupo de Pesquisa da História Indígena de Alagoas (GPHIAL), coordenado pelo professor José Adelson Lopes, e pelo Curso de Licenciatura Intercultural Indígena.

Mais informações e programação completa em: https://www.gphial-uneal.com.br/xiabrilindigenaeivestudoscooperados



Fonte: Ascom Uneal

Todos os direitos reservados
- 2009-2022 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]