Dólar com. 5.6288
IBovespa 0.7
15 de abril de 2021
min. 25º máx. 29º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Operação desarticula organização especializada no tráfico de drogas em Anadia e Maceió
05/03/2021 às 14h01

Política

Vereador Joãozinho conversa com equipe de unidade de saúde que será fechada por conta do desastre no bairro do Pinheiro

Presidente da comissão de Administração e Assuntos Ligados aos Servidores Públicos ouviu as demandas dos funcionários, que estão na linha de frente no combate a Covid-19 e ainda enfrentam uma tragédia no bairro onde a maioria mora e trabalha

Assessoria

Servidores da Unidade de Saúde São Vicente de Paula, no Pinheiro, se reuniram nesta sexta-feira, 5, com o vereador Joãozinho e falaram sobre o receio da equipe vir a ser separada. É que a unidade será fechada por estar em área de risco e os funcionários temem que o trabalho já realizado junto aos moradores do bairro seja prejudicado.

Além disso, os servidores se sentem inseguros com a violência na região e ainda enfrentam uma pandemia que coloca a vida de todos em risco. “A solução deles, prioritariamente seria, encontrar um imóvel que pudesse levar todos os funcionários e continuariam sendo atendidos aqueles pacientes que já moraram no Pinheiro. Esses funcionários já possuem um vínculo com a comunidade, cerca de 80% deles moram ou moravam no bairro”, disse o vereador. 

Na conversa com a equipe da unidade de saúde, Joãozinho, que é presidente da comissão de Administração e Assuntos Ligados aos Servidores Públicos, ouviu as dificuldades que eles têm enfrentado não só pela pandemia da Covid-19, como com o provável desabamento do bairro do Pinheiro. “Inclusive, um dos funcionários, que é deficiente visual, mora a 300 metros da unidade de saúde. Com o fechamento (da unidade), fica difícil a vida desse servidor. Temos que ver o que é prioridade, se é possível colocar a todos em um mesmo local ou se não houver como, que, pelo menos, escutem esses profissionais antes de transferi-los”.

O vereador entende que outros bairros necessitam de profissionais de saúde, mas pede um olhar sensível por esses servidores. “Sei que há uma demanda reprimida, principalmente na parte alta, Benedito Bentes, Cidade Universitária, mas que eles sejam ouvidos. Mostrem opções caso não se tenha outra solução. A melhor seria manter a equipe em uma unidade de saúde que atenda os moradores daquela região próxima ao Pinheiro, pelo vínculo de confiança já existente. No entanto, se não houver como, que ofereçam alguma solução”. 

Joãozinho também alertou para os danos psicológicos que a equipe tem enfrentado devido ao desabamento e a mudança para outras regiões de Maceió. “Imagine, esses profissionais, pelo vínculo, por morarem na região, são tão atingidos quanto os moradores mais antigos. Estão lá, atendendo alguém que passa por problemas, um paciente que está devastado por dentro, psicologicamente, mas o profissional de saúde também está, também perdeu a sua casa, teve ou terá que se mudar. Nada mais justo que o executivo municipal, através da Secretaria Municipal de Saúde possa conversar com esses servidores e fazer o melhor possível para todos eles e para a sociedade maceioense”, finalizou o vereador.


Fonte: Assessoria

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]