Dólar com. 5.1318
IBovespa 0.58
24 de abril de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Nova vacina contra a covid-19 chega à população em 15 dias
26/03/2024 às 12h00

Blogs

Confraternize!

No próximo domingo comemora-se a Páscoa e, vocês, que eu sei que além de bons leitores, boas leitoras, também têm familiares ou amigos a quem quer agradar, já devem estar se planejando para não deixar passar a data em brancas nuvens. Claro, também é o meu caso: além de dois filhos queridos, tenho minha esposa e minha mãe ainda comigo, sempre a me apoiarem. Nada mais natural, portanto, que eu queira retribuir-lhes tanta atenção e bons momentos, adoçando seus paladares.

Pois é, a Páscoa, a celebração mais importante da Igreja Cristã, comemora a ressurreição de Jesus Cristo, e tradicionalmente usa o coelho – conhecido por sua fertilidade – e os ovos – representam o início da vida – como principais símbolos, sendo comum a troca de presentes como desejo para uma vida feliz. Bem, isso é o que, na essência, deveria ser o foco da festividade, mas, em épocas de consumismo exacerbado, o que tenho visto mesmo é o apelo puramente comercial... Como que confirmando minhas observações, fiquei com o queixo caído ao ler recente notícia de um ovo de 10 Kg (haja academia!) que estaria sendo vendido por R$ 1.090 (haja orçamento!). Incrível, não?

Assim, imaginando que você, assim como eu, dificilmente compraria um chocolate a este preço – não critico quem possa ou venha a fazê-lo, já que cada um é dono do próprio nariz e do próprio bolso – pensei em trazer no artigo de hoje, algumas sugestões para a comemoração, baseado no que já vivi e no que já ouvi.

(1) Avalie o preço do chocolate: Em função da data, observe que o mesmo chocolate tem o preço muito mais alto quando no formato de ovo. Logo, se seu orçamento anda apertado, mas ainda assim você quer dar o presente, estude a possibilidade de adquiri-lo no formato original (bombons, barras ou similares). Aposte nesta ideia principalmente quando o presenteado for adulto, que não faz tanta questão de descobrir a surpresa dentro do ovo.

(2) Atente para a data da compra: O ideal é não deixar para muito em cima da hora pois mesmo nos grandes varejistas, as melhores relações custo/benefício terminam rápido, e você correrá o risco de ser obrigado a adquirir os produtos mais caros. Também não partilho da ideia de deixar para comprar após a data sob a alegação de uma suposta queda nos preços. Não foi o que percebi no ano passado, por exemplo, ainda que tenha que admitir que minha análise ficou restrita a dois ou três supermercados diferentes.

(3) Promova uma caça aos ovos: Como na Semana Santa os feriados são prolongados, não é incomum famílias viajarem juntas, principalmente quando as crianças já têm relacionamento entre si e os pais também. Quando os meus filhos eram pequenos, viajava com pais de seus amigos de sala, e combinávamos que todos os ovos adquiridos por cada família seriam escondidos na noite de sábado para, no domingo, promovermos uma grande caça aos ovos, o que deixava a criançada bastante alvoroçada, em horas de brincadeira. Finalizado o passatempo, tudo o que fosse encontrado era igualmente dividido, evitando-se assim que os mais velhos levassem vantagem indevida sobre os mais novos.

(4) Dê o presente de acordo com seu orçamento: Quem disse que aquilo que é mais caro necessariamente fará mais sucesso? No caso da Páscoa e com crianças mais novas, por exemplo, parte da diversão está na procura, outra parte está no desembrulhar dos ovos para encontrar a surpresa... Eventualmente, vários ovinhos podem fazer mais sucesso do que uma unidade maior. Há ainda a opção de se fazer o ovo artesanalmente, o que acho interessante para aqueles cuja lista de presenteados, por ser muito extensa, poderia derrubar o orçamento caso a escolha recaísse nos produtos prontos.

(5) Pesquise sempre: Como em qualquer compra – e não apenas na Páscoa – pesquise nos jornais, revistas, Internet, evitando assim deslocamentos desnecessários para se fazer o levantamento dos preços. E se a marca desejada ficou muito mais cara, que tal substitui-la por outra mais barata?

(6) Pague preferencialmente à vista: E neste caso não porque você irá conseguir descontos, mas sim por não perceber qualquer sentido em se pagar a prazo por um prazer que será praticamente consumido à vista... Similar à ida a um restaurante: que eu saiba você não solicita um crediário quando vai jantar fora, não é mesmo?

(7) Preserve o espírito de confraternização: A meu ver o que há de melhor na data. Uma ótima oportunidade para conviver com família e amigos em agradáveis conversas e boas risadas, não é mesmo?

Um grande abraço e até a próxima semana!

PS: Continuaremos a sequência de artigos sobre previdência na semana seguinte. 


Inteligência Financeira por Roberto Zentgraf

Graduado em Engenharia Civil (UFRJ), teve experiência profissional construída marcadamente na área financeira, iniciada na Controladoria do Grupo Exxon Foi professor no Grupo Ibmec lecionando disciplinas da área financeira (Matemática Financeira, Estatística, Finanças Corporativas, Gestão de Portfolios, dentre outras)

Paralelamente a estas atribuições, passou a assinar uma coluna semanal sobre Finanças Pessoais no jornal O Globo, tendo a oportunidade de esclarecer as principais dúvidas dos leitores sobre orçamento pessoal, dívidas, aposentadoria, financiamento imobiliário e investimentos. O sucesso atingido pela coluna proporcionou inúmeras participações em palestras, comentários na mídia escrita e televisiva, além da publicação de outros sete livros tratando o tema.

Após obter a certificação de planejador financeiro (CFP® Certified Financial Planner) associou-se à BR Advisors, grupo especializado em soluções financeiras.


Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]