Dólar com. 5.4291
IBovespa 8
12 de julho de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel STF dá 30 dias para conclusão de acordos de leniência da Lava Jato
20/05/2024 às 07h20

Blogs

16/5 – Dia Mundial de Conscientização sobre a Doença Celíaca


Neste mês de maio, temos o dia de Conscientização sobre a Doença celíaca, que é uma doença autoimune - condição na qual o sistema imunológico ataca o próprio organismo -, a doença é causada pelo consumo do glúten, proteína encontrada no trigo, e em outros cereais como a cevada e o centeio. A FENACELBRA (Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil) traz que, mundialmente, a prevalência da Doença Celíaca é de 1% da população (em cada grupo de 100 pessoas 1 é celíaca), e que ocorre em pessoas com tendência genética à doença

  De acordo com o Ministério da Saúde, os sintomas aparecem entre os seis meses e dois anos e meio de vida. Porém, podem ocorrer casos onde os sintomas irão se manifestar somente na fase adulta. Os sintomas em geral são: 

●  Diarreia crônica (que dura mais do que 30 dias);

●  Prisão de ventre;

●  Anemia;

●  Falta de apetite;

●  Vômitos;

●  Distensão abdominal (barriga inchada);

●  Dor abdominal;

●  Aftas de repetição;

●  Emagrecimento / obesidade;

●  Baixa estatura;

●  Infertilidade e abortos de repetição;

●  Humor alterado: irritabilidade ou desânimo;

●  Neuropatia periférica;

●  Confusão mental;

●  Déficit de atenção;

●  Dor de cabeça;

●  Osteoporose / osteopenia;

●  Fadiga crônica;

●  Dores articulares.

​  

Para o diagnóstico da doença é necessário a realização de alguns exames de sangue que mensuram as taxas de anticorpos no organismo juntamente com uma endoscopia biópsia do intestino delgado onde é verificada alterações na parede do intestino. O tratamento para a Doença Celíaca é uma dieta totalmente restrita ao consumo do glúten, tendo em vista que para o celíaco qualquer quantidade ingerida de glúten é maléfica. Todos os alimentos processados na indústria têm em seus rótulos a informação acerca da presença do glúten, o que auxilia os celíacos a evitar consumir alimentos que possam ter contaminação cruzada.

 Portanto, o acompanhamento com um nutricionista é essencial para quem tem Doença Celíaca, tanto para o auxílio com uma dieta totalmente livre de glúten, onde serão necessárias substituições de alimentos consumidos diariamente e uma mudança gradual no estilo de vida, como principalmente para o acompanhamento da saúde integral do celíaco.

fontes:

FENACELBRA (Brasil). Doença Celíaca. Disponível em: https://www.fenacelbra.com.br/doenca-celiaca. Acesso em: 6 maio 2024.

MINISTÉRIO DA SAÚDE (Brasil). Doença Celíaca. Biblioteca Virtual em Saúde. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/doenca-celiaca/. Acesso em: 6 maio 2024.


Medicina & Saúde por Dr. Rogério Barboza

Rogério Barboza  é médico ortopedista, com área de atuação em trauma desportivo, ortopedia pediátrica, gestão em saúde e auditoria médica. Supervisor do programa de residência médica em ortopedia e professor especialista da disciplina de ortopedia do curso de medicina. Coordenador do Núcleo de Assistência do Pé Torto.

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]