Dólar com. 5.1079
IBovespa 8
20 de maio de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Arte, cultura e empreendedorismo se encontram em feira LGBT+ na Ponta Verde
19/09/2022 às 13h20

Blogs

Setembro Amarelo: A vida é a melhor escolha!


*Fernando Godoi  -Psicólogo (CRP/15-3987)

Setembro Amarelo é uma campanha global de prevenção ao suicídio. Podemos acompanhar que sempre nesse mês temos vários alertas a essa te­mática. Isso porque, desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM) e o Centro de Valorização da Vida (CVV), vem organizando por todo Brasil ao longo do ano, essas importantes campanhas. E especificamente o mês de Setembro foi escolhido em função de o dia 10 ser o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.
De acordo com Rigo (2013), o suicídio é um fenômeno complexo e multifatorial no qual a interação de fatores individuais, sociais e culturais será determinante na decisão de tirar a própria vida.
Infelizmente hoje essa é uma triste realidade que atinge o mundo todo e gera grandes prejuízos à sociedade. Segundo os últimos dados de 2019 da Organização Mundial da Saúde (OMS), são registrados mais de 700 mil suicídios em todo mundo, no Brasil os casos chegam a aproximadamente 14 mil e em nosso estado de Alagoas, entre 2016 e 2019, foram registrados 543 casos de acordo com Núcleo de Estatística e Análise Criminal (NEAC) da Secretaria de Segurança Pública (SSP).
Todos nós devemos atuar ativamente na conscientização da importância pela vida e ajudar nessa prevenção do suicídio, pois infelizmente ain­da hoje essa temática é um tabu em nossa sociedade. E nunca foi tão importante quanto agora, falar do tema, ainda mais devido a pandemia da covid-19, que atingiu a toda a população, deixando graves sequelas em nossa saúde mental. Para o Conselho Federal de Psicologia (CFP), a atuação de profissionais da Psicologia na prevenção ao suicídio deve extrapolar as intervenções estritamente individuais e buscar a compreensão das condições de vida que podem contribuir para produzir sofrimentos mentais intensos.
O papel da Psicologia é acolher e ressignificar esses sofrimentos, a partir do entendimento de como são produzidos nas instâncias sociais, históricas e culturais, sempre em diálogo com outros campos do saber.
E como podemos ajudar? Segundo alguns estudos, as pessoas que planejam tirar suas próprias vidas, deixam alguns sinais que, em muitos dos casos, são reconhecidos tardiamente, impossibilitando assim uma intervenção.
Alguns sinais importantes são: falas constantes sobre a falta de esperança e/ou preocupação, visão negativa e pessimismo, falta de perspectiva futura, baixa autoestima, sentimentos de culpa, crises emocionais em diversas áreas da vida, isolamento social. De acordo com o CVV, existem quatros passos importantes para ajudar alguém com suspeitas: Conversar, Acompanhar, Proteger e Procurar ajuda profissional e de órgãos responsáveis.
Por fim, o CVV conta com alguns canais de contato chat, email, atendimento presencial e para uma urgência e atendimento imediato ligue no 188, atendimento gratuito e 24 horas por dia, será atendido por um profissional treinado e preparado para conversar com todos que procuram ajuda e apoio emocional.

*Publicado na edição 62 da revista Painel Alagoas


Painel Opinativo por Diversos

Espaço para postagens de opinião e expressão dos internautas

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]