Dólar com. 5.3319
IBovespa -1.52
01 de dezembro de 2020
min. 24º máx. 29º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Prefeita eleita de Bauru sofre ataques racistas nas redes sociais
26/10/2020 às 21h44

Blogs

Politização criminosa

PARA REFLETIR

Desviar dinheiro da saúde em plena pandemia é mais que corrupção e chega bem próximo do assassinato” (ministro Luiz Roberto Barroso)

Politização criminosa

Mais uma vez a insensatez poderá provocar mais uma guerra política entre o presidente da República, governadores, especialistas, membros do governo e da oposição. Uma guerra cruel e criminosa cujos resultados sobrarão para o povo brasileiro, já no limite de sua tolerância, diante de mais de 150 mil mortes, paralização da economia e o desenfreado índice de desemprego. Um presidente paspalhão e despreparado, um terceiro ministro da Saúde desmoralizado e um bando de governadores e políticos sedentos pelo estabelecimento do caos, para desestabilizar esse arremedo de governo, tendo apenas como pauta resultados políticos. O povo que se dane! 

Mais uma vez, com toda certeza, vão empurrar a crise da compra de vacinas para o Judiciário (esse poder desmoralizado) mas que pela fraqueza de caráter dos políticos brasileiros, legisla, governa e julga.

Onde iremos parar?

Eleições em Maceió

Propostas e ações dos candidatos

A coluna segue com o espaço para os postulantes à prefeitura de Maceió, melhor situados nas pesquisas, onde possam apresentar suas propostas, falar aos eleitores e debater seus planos de governo com a população

Alfredo Gaspar

Mobilidade Urbana e Transporte Público como prioridades

O candidato do MDB à prefeitura de Maceió, Alfredo Gaspar, vem chamando a atenção da população pelos bairros que têm visitado, por percorrer ruas e avenidas de bicicleta. Ele tem aproveitado a visibilidade para destacar umas das prioridades de seus Plano de Governo: a Mobilidade Urbana e o Transporte Público em Maceió. Segundo ele, o crescimento da população, associado ao aumento da frota de veículo individualizados e a chegada dos aplicativos de transporte, exigem uma nova postura da gestão pública, a exemplo do que ocorre nas grandes e médias cidades brasileiras na busca da melhoria dos deslocamentos. 

O ponto de partida é o diálogo aberto com a população, premissa fundamental de uma gestão voltada para pessoas, onde será discutido, desenvolvido e implementado um Plano de Mobilidade Urbana Sustentável de Maceió para priorizar as ações junto aos munícipes. Destacam-se como propostas como a ampliação do número de ciclovias e ciclofaixas, realizando a conexão entre as infraestruturas cicloviárias existentes, visando consolidar uma malha que conecte as principais regiões e pontos de interesse de Maceió e a requalificação das calçadas nos acessos a equipamentos públicos com maior fluxo de pessoas, tornando a cidade mais inclusiva e segura.

Nesse setor, ele pretende: ampliar e modernizar os corredores com faixa azul para aumentar a velocidade operacional e reduzir o tempo médio de viagem; ampliar e modernizar a frota de ônibus visando a melhoria da qualidade e do conforto dos usuários; implantar nos principais corredores de ônibus o sistema de BRT e modernizar e construir novos terminais e abrigos de ônibus, dentre outras propostas. 

Davi Filho

Crescimento é a força que vem das ruas

Fato marcante do começo da semana foi o crescimento do candidato a prefeito Davi Davino Filho nas intenções de voto dos maceioenses. Pela pesquisa do Ibrape, que aplicou dois mil questionários na capital, de 14 a 16 de outubro, Davi saltou de 5%, pela aferição do Ibope, para 15%, após uma semana de guia eleitoral. 

Conforme avaliação do candidato da Coligação Força e Coração para Mudar Maceió, a população tem recebido bem suas ideias e propostas para a cidade. “A explicação para o crescimento vem das ruas. Por onde ando, sinto a força e a energia das pessoas, que demonstram entusiasmo com a nossa candidatura”, explicou Davi, que já assumiu o compromisso de implantar 20 Clínicas da Gente e dobrar as vagas nas creches e na educação infantil em Maceió.

“Vivemos numa cidade dividida por uma enorme disparidade social. Enquanto isso, prefeito e governador perderam muito tempo com picuinhas políticas e disputas de posição, prejudicando a gestão e a capital. É preciso mudar o jogo, unir forças aproveitar os canais em Brasília e fazer acontecer os projetos. O povo carente quer resultado e tem pressa”, justificou Davi Davino Filho. O candidato assegura que manterá a linha propositiva, qualificando o debate eleitoral.

João Henrique Caldas (JHC)

Compromisso com população afetada pela tragédia da Braskem

Dona Elza não é um número. Mulher, idosa, costureira, chefe de família, ex-moradora do Pinheiro, um dos bairros afetados pela mineração da Braskem. Ela conta com tristeza sobre a saída da região e relembra o quanto batalhou para reformar sua casa, que era de taipa. Anos atrás, fez empréstimo, desmanchou a casa e foi pra casa da mãe por dois meses, até finalizar a construção do novo lar. 

As histórias de dona Elza e do Pinheiro não podem ser esquecidas, assim como os outros três bairros - Bom Parto, Bebedouro e Mutange - atingidos pelos afundamentos. Segundo o último censo do IBGE, são 45 mil moradores nas localidades. O candidato a prefeito de Maceió, JHC (PSB), fortalece seu compromisso com cada vítima desse crime ambiental, que tem potencial para afetar toda Maceió.

“A crise não se encerra com a retirada das famílias, o impacto econômico e social causado pela migração da população também foi negligenciado pela Prefeitura. O atendimento na saúde, uma vaga na escola, o nosso trânsito, tudo muda numa situação dessas. Se a Prefeitura não acompanha, a cidade inteira sofre. Tenho esse compromisso independente de qualquer coisa, moral, como cidadão, hoje como parlamentar e prefeito ainda maior”, explica JHC. 

JHC acompanha a situação do afundamento dos bairros desde 2018, quando começaram as rachaduras. Desde então, trabalhou para diminuir o sofrimento das famílias afetadas. Em 2019, por exemplo, criou uma Comissão Externa na Câmara Federal para investigar a situação. O presidente da Braskem foi convocado e pouco tempo depois demitido da empresa. Representantes da população também foram ouvidos. 

O candidato incluiu a questão dos afundamentos em seu Plano de Governo. Esta parte do documento foi redigida em parceria com a Associação SOS Pinheiro, que representa moradores da região. As propostas incluem estabelecer estrutura específica vinculada ao Gabinete do Prefeito para tratar das pessoas atingidas e resguardar e defender os direitos da população afetada. Além disso, promover ações de reparação em nome do Município de Maceió pela inutilização de equipamentos públicos, dano material e moral.


Pedro Oliveira por Pedro Oliveira

Jornalista e escritor. Articulista político dos jornais " Extra" e " Tribuna do Sertão". Pós graduado em Ciências Políticas pela UnB. É presidente do Instituto Cidadão,  membro da União Brasileira de Escritores e da Academia Palmeirense de Letras.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]