Dólar com. 5.253
IBovespa 0.58
16 de abril de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Comissão de Segurança Pública ouve Lewandowski nesta terça
15/02/2024 às 22h00

Cultura

Economia Criativa de Maceió é valorizada em desfile da Beija-Flor

Iniciativa impulsiona reconhecimento e valorização do trabalho dos artesãos

Fonte: Reprodução

No desfile da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis pela Sapucaí, uma linda manifestação cultural ganhou destaque e emocionou os espectadores. Com quase 200 metros de renda filé, 450 delicadas bonecas de pano e uma profusão de fitas e fuxicos, o carro alegórico que levou a padroeira de Maceió, Nossa Senhora dos Prazeres, não só encantou pela sua beleza, mas também pela representatividade do artesanato local.

A iniciativa, capitaneada pela Prefeitura de Maceió com o apoio da Federação das Organizações da Cultura Popular e do Artesanato Alagoano (Focuarte), não apenas celebrou a cultura alagoana, mas também impulsionou o reconhecimento e a valorização dos artesãos da região Nordeste, em particular a capital alagoana. Essas bonecas, que antes enfeitavam as prateleiras das lojas locais, agora foram levadas para um dos maiores espetáculos do mundo, tornando-se símbolos vivos da criatividade dos artesãos maceioenses.

Ao serem utilizadas na barra do carro alegórico, as bonecas não apenas enfeitaram o desfile, mas também carregaram consigo uma carga simbólica, representando os folguedos e o rico artesanato de Maceió. A escolha em incorporar elementos como a renda filé, fitas e fuxicos contribuiu para ressaltar a diversidade e a tradição artesanal da região, evidenciando a riqueza cultural que permeia cada peça produzida pelos artesãos locais.

Além disso, a presença marcante do artesanato no desfile da Beija-Flor não se limitou apenas à representação estética, mas também ao impacto econômico-cultural. Ao levar o artesanato local para um evento visto em quase todo o Planeta, os artesãos conseguiram não só ampliar sua visibilidade, mas também podem impulsionar suas vendas e fortalecer a economia criativa da região.

Para o secretário de Cultura e Economia Criativa de Maceió, Dr. Cleber Costa, o desfile não foi apenas um espetáculo visual, mas também um testemunho do poder transformador do artesanato, capaz de unir tradição, identidade cultural e desenvolvimento socioeconômico. "O artesanato local apresentado no desfile da Beija-Flor, ao levar criações dos artesão maceioenses para a avenida, não só celebrou a história e a cultura de Maceió, mas também deixou claro que o futuro da economia criativa da região é promissor e vibrante", ressaltou.


Fonte: Ascom Semce

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]