Dólar com. 5.168
IBovespa 0.58
18 de agosto de 2022
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel "Cultura a Gosto" modifica trânsito do Jaraguá
12/01/2022 às 17h15

Economia

Sedetur e setor produtivo defendem vacinação contra covid-19 para manutenção das atividades econômicas

Empresários vão cobrar dos colaboradores comprovantes de vacinação para estimular imunização contra doenças virais

Iago Januzzi/Assessoria

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Marcius Beltrão, e representantes do setor produtivo de Alagoas defenderam, durante reunião realizada na tarde da quarta-feira (12), na Casa da Indústria, o aumento da cobertura vacinal da população contra a Covid-19 para assegurar a manutenção das atividades econômicas.

Durante a reunião, o superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, Herbert Charles Barros, apresentou um panorama que mostra que Alagoas está passível a enfrentar problemas virais relacionados as variantes do novo coronavírus – ômicron e delta – e que a estratégia preventiva mais eficiente é a imunização da população.

Diante da exposição do técnico da Saúde, o secretário Marcius Beltrão defendeu que a estratégia do Governo de Alagoas e do setor produtivo é incentivar e aumentar a cobertura vacinal em todo o estado.

“Essa reunião tem como objetivo analisar o atual cenário de forma técnica e. a partir dos dados. buscar junto ao setor produtivo estratégias para que possamos reduzir as contaminações por Covid-19 e manter a economia pujante. A responsabilidade é de todos nós que defendemos que a flexibilização permaneça e que a gente não precise retroagir fechando estabelecimentos prejudicando os negócios e o mercado de trabalho. A saída é a vacinação e, por isso, peço à todos que se engajem nesta frente para que possamos aumentar a cobertura vacinal e continuar a vida”, argumentou o titular da Sedetur.

O titular da Sedetur, Marcius Beltrão, e o presidente da Federação das Indústrias de Alagoas, José Carlos Lyra: imunização 

Na ocasião, o presidente da Federação das Indústrias de Alagoas, José Carlos Lyra, recomendou que os empresários cobrem dos colaboradores a vacinação.

“Como setor produtivo temos responsabilidade cuidar dos nossos colabores e da população. Por isso, vamos cobrar dos nossos colaboradores que eles se vacinem e até mesmo apresentem o cartão de vacina comprovando a imunização. Como também usem máscaras e cumpram os protocolos de saúde”, apontou Lyra.

A reunião contou ainda com a presença do presidente da Associação Comercial de Maceió, Kennedy Calheiros; o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres; o reitor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Josealdo Tonholo; o presidente da AMA, Hugo Wanderley, e empresários dos diversos setores e segmentos econômicos.


Fonte: Secom Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2022 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]