Dólar com. 5.0967
IBovespa 0.58
16 de agosto de 2022
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Eleições 2022: TSE recebeu 12 registros de candidaturas para presidente
14/06/2022 às 11h00

Entretenimento

Apoiado pelo Estado, Arraial da Juventude reúne mais de 30 mil pessoas em Batalha

Evento contou com apresentações de Wesley Safadão, Samya Maia e Saia Rodada

Cerca de 30 mil pessoas curtiram a festa ao som de Wesley Safadão, Sâmya Maia e Saia Rodada no município de Batalha - Marco Antônio/ Agência Alagoas

O governador Paulo Dantas fechou a sua agenda da segunda-feira (13), prestigiando o Arraiá da Gente, em sua terra natal, Batalha, no Sertão do estado. O Governo de Alagoas está investindo R$ 20 milhões nos festejos juninos, que retornarão ao tesouro estadual, por meio de impostos, no total de R$ 50 milhões e movimentarão a economia, no período, em cerca de R$ 1 bilhão. A abertura das festividades ocorreu no município de Piranhas, com o tradicional Forrogaço, realizado nos dias 3, 4 e 5 deste mês.

Em Batalha, mais de 30 mil pessoas curtiram a festa ao som de Wesley Safadão, Sâmya Maia e Saia Rodada.

As festas vão até o dia 30 de junho, de canto a canto do Estado de Alagoas, no maior São João dos últimos tempos, promovido pelo Governo de Alagoas. Os festejos irão gerar também mais de 30 mil empregos, diretos e indiretos, ofertando mais oportunidades ao povo alagoano de ampliar sua renda.

O São João da Gente vai contemplar todas as regiões no Estado, com eventos em 15 municípios, além de festa em 10 grotas da região de Maceió.

PGE

Na última semana, a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) conseguiu reverter a decisão que suspendia os festejos juninos em Alagoas. Desta forma, toda a programação organizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura (Secult) para várias cidades do interior e para a capital está mantida.

O desembargador Klever Loureiro, presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), suspendeu a liminar, acatando os argumentos da PGE de que o cancelamento das festas causaria graves consequências à economia pública, com impacto negativo na arrecadação decorrente dos shows e dos retornos financeiros gerados pela criação de empregos nos municípios.


Fonte: Agência Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2022 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]