Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
24 de junho de 2019
min. 21º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Produção siderúrgica cai 1,5% nos cinco primeiros meses do ano
22/03/2019 às 12h00

Esporte

Projeto Nocaute dá oportunidade a jovens da periferia através do boxe

Projeto Nocaute necessita de apoio para continuar com a inclusão social

Divulgação

O boxe é o principal atrativo do Projeto Nocaute que está mudando a vida de jovens da periferia. Criado há cinco anos pelo professor Manoel Messias de Souza, o Projeto que atua em Maceió, atende a 43 adolescentes na faixa etária dos 12 e 17 anos.

O Projeto nasceu com o objetivo de afastar crianças e jovens da violência. A meta é a inclusão social através do esporte, com acesso ao mercado de trabalho.

“Com o boxe, os jovens aprendem a ter disciplina, melhorar o condicionamento físico e a integração em equipe”, revela Messias, que é praticante de artes marciais desde os 8 anos e já treinou Kung Fu, Muay Thai, Boxe, Taekwondo. Há 11 anos, é professor de boxe

Uma das exigências do professor é o progresso no rendimento escolar. Os atletas, que são estudantes das escolas públicas, têm que apresentar ao Projeto notas satisfatórias.

Graças à dedicação do professor Messias, algumas empresas e pessoas oferecem oportunidades e cursos aos alunos. O Projeto Nocaute atualmente realiza também curso de mecânica e busca viabilizar um curso de língua inglesa.

O professor Messias precisa de apoio para dar continuidade ao trabalho de inclusão social através do esporte.

De pai de jovens a voluntário

Procurando uma forma de ajudar os dois filhos, o mecânico Durval Neto levou os adolescentes para o Projeto. “O mais velho, de 16 anos, estava com amizade de pessoas que o pai não aprovava. O mais novo, de 14, apresentava dificuldade de relacionamento. No Projeto, o mais velho fez novas amizades e se afastou de influências negativas e o mais novo está mais comunicativo”.

Durval já foi usuário de droga e perdeu amigos por causa da criminalidade. Ele sabe como é importante o apoio. “Nunca desistir de ter uma profissão e de aprender”, disse.

Com sua determinação, o mecânico superou a má fase. Hoje é um profissional solicitado. Aprendeu a recondicionar os bicos injetores Ducato com durabilidade de 300 mil quilômetros.

Envolvido com o projeto, Durval está proferindo um curso de mecânica no Projeto Nocaute aos sábados. “Estou apresentando a parte teórica e depois vou levá-los para o laboratório da oficina que trabalho”.

De acordo com ele, os melhores alunos serão aproveitados na empresa – a Kid Diesel.“A mecânica é uma ótima oportunidade para esses jovens.Só quero que eles se esforcem e aprendam”, destaca.

Participação dos alunos

Gizele Amanda, de 17 anos, diz que era muito briguenta e o boxe a ajuda. “O Projeto me fez uma pessoa melhor. É um lugar que eu descarto a raiva controladamente”.

Bastante calmo, Weslley Hairam, de 16 anos, revela que nos treinos procura não machucar os colegas.

Lucineide Domingos, de 21 anos, é bombeira civil. Começou no Projeto como voluntária, acabou praticando o boxe. O seu desempenho tem sido muito bom que o professor Messias a chama de prata da casa.

“O meu objetivo é poder crescer no esporte. O boxe é muito importante, não só a questão do treinamento físico, mas o trabalho psicológico, de concentração e autoestima. Também gosto dos movimentos da luta. Quero deixar o boxe reconhecido pelas mulheres”, diz Lucineide.

Outro talento do Projeto Nocaute é o jovem Everton Tharlysson, de 16 anos. Ele vai participar da Copa de Boxe Olímpico, em Feira de Santana – BA, que é uma vitrine para os jovens lutadores.

Para preparar melhor os jovens, o Projeto Nocaute também realiza torneio em sua sede. O próximo evento será o Bussfight, Boxe União, no dia 17 de abril, das 16 às 22 horas.

Treinos

Os treinos ocorrem de segunda a sexta, no horário da manhã, tarde e noite. Aos sábados até às 12 horas.

Doação

O professor Messias informa que executa o Projeto com doações de amigos. Não recebe ajuda de órgãos públicos ou de políticos.

Ele informa que o Projeto está aberto a novos parceiros, empresas e entidades, que possam investir ou fornecer cursos, estágios e oportunidades aos jovens.

Informações do Projeto

Instagram: @projetonocaute

Facebook: projetonocaute

Youtube: Projeto Nocaute

Endereço: Rua Dalmo Lins, n° 2, Tabuleiro dos Martins

Celular: 82 99606-2008 e 98130-3935


Fonte: Assessoria

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]