Dólar com. 5,086
IBovespa 2,15
04 de junho de 2020
min. 24º máx. 28º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel MP ajuíza ação para garantir kits alimentares para alunos da rede pública de ensino de Messias
15/05/2019 às 13h44

Geral

Criação de APA da Serra da Caiçara é aprovada pelo Cepram

Área de Proteção Ambiental abrange cinco municípios do Sertão alagoano

Serra possui uma área total de 89.904,32 hectares e aproximadamente 800m de altura e abrange cinco cidades - Ascom IMA

O Conselho Estadual de Proteção Ambiental (Cepram) aprovou, durante sessão extraordinária nessa terça-feira (14), mais uma proposição relevante para a preservação dos recursos naturais em Alagoas. Os conselheiros aprovaram, por unanimidade, a criação da Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra da Caiçara, que abrange cinco municípios do Sertão.

A sessão também foi marcada pela presidência dos trabalhos sob o comando do secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Fernando Pereira. O titular da Pasta avaliou a criação da unidade de conservação como importante, pois assegura a proteção a dos sítios arqueológicos e paleontológicos e recomenda alternativas de convivência entre o ser humano e meio ambiente de forma sustentável, além de disciplinar o uso dos recursos ambientais.

Após a aprovação da proposta pelo Cepram, cabe ao governador Renan Filho sancionar a criação da APA localizada no município de Maravilha, com abrangência nas cidades de Canapi, Ouro Branco, Poço das Trincheiras e Maravilha.

Durante a sessão extraordinária, uma apresentação sobre o contexto atualizado da Serra da Caiçara foi elaborada com base nos estudos e levantamentos feitos pelo Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA-AL). A relatoria do processo partiu do conselheiro Arthur Nogueira, representante da Federação das Indústrias do Estado do Alagoas (Fiea-AL).

De acordo com as pesquisas levantadas pela equipe técnica do IMA, a unidade de conservação denominada de APA da Serra da Caiçara  tem como principais justificativas de criação a necessidade de proteção de áreas que detém sítios arqueológicos e paleontológicos descobertos na região, a proteção de remanescentes de vegetação nativa, sendo estas, refúgio para diversas espécies e áreas serranas vegetadas, detentoras de alta capacidade de retenção hídrica e vitais no fornecimento de água para a população da região.

A serra possui uma área total de 89.904,32 hectares e aproximadamente 800m de altura. Entretanto, a delimitação da unidade de conservação é bem maior e mais abrangente, envolvendo terras dos municípios de Maravilha, Ouro Branco, Poço das Trincheiras, Canapi e Santana do Ipanema. Especificamente, importância da proteção da serra é alta para a conservação da biodiversidade regional, devido à existência de áreas úmidas que caracterizam brejos de altitude e o fornecimento de água para a cidade de Maravilha e propriedades próximas.


Fonte: Agência Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]