Dólar com. 5.5986
IBovespa -1.98
28 de fevereiro de 2021
min. 25º máx. 30º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Alerta é emitido para pancadas de chuva acompanhadas de rajadas de vento no Litoral e Zona da Mata
27/01/2021 às 15h34

Geral

Posso doar sangue após me vacinar contra a Covid-19? Hematologista tira dúvida

Verônica Guedes orienta que, assim como ocorre com outros imunizantes do calendário vacinal, as vacinas CoronaVac e AstraZeneca causam inaptidões temporárias

Ao tomar a CoronaVac intervalo para doar sangue é de dois dias e de 7 para a AstraZeneca - Carla Cleto/Ascom

Para que o ato de doar sangue seja eficaz, ele deve ser seguro para o doador e para o receptor, ou seja, para o paciente que irá receber a transfusão. E, para garantir esta segurança, há alguns pré-requisitos exigidos do voluntário que se candidata à doação de sangue. Entre eles, estão os prazos que devem ser respeitados ao tomar alguns medicamentos ou vacinas. No caso dos imunizantes contra a Covid-19, a orientação não é diferente e, as pessoas que desejam realizar a doação sanguínea, devem ficar atentas, segundo orienta a hematologista do Hemocentro de Alagoas (Hemoal), Verônica Guedes.

Isso porque, assim como é necessário esperar um prazo de 30 dias para se candidatar à doação de sangue, após tomar as vacinas dupla ou tríplice viral, que protegem contra o sarampo, rubéola e caxumba, no caso dos imunizantes contra a Covid-19 também há prazos a serem respeitados. Conforme Verônica Guedes, as inaptidões para os vacinados contra o novo coronavírus são temporárias e devem ser respeitadas pelos candidatos à doação de sangue, com o intuito de resguardar a integridade física dos doadores e receptores, segundo especifica Nota Técnica expedida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), órgão vinculado ao Ministério da Saúde (MS).

No caso de o candidato à doação de sangue ter tomado a vacina CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês SinoVac e produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, deve ser respeitado um intervalo de 48 horas após cada dose, ou seja, dois dias. Mas, se o voluntário tomou a vacina AstraZeneca, desenvolvida na Universidade Oxford, no Reino Unido, e produzida no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o ato de doar sangue só pode ser realizado após o sétimo dia de recebida a dose.

“Diante destas orientações dos dois laboratórios, recomendamos que os voluntários que desejam se candidatar à doação de sangue, compareçam ao Hemoal antes de receber a vacina ou, atentem para os prazos estipulados para a CoronaVac e a AstraZeneca. Como os intervalos a serem respeitados são de 48 horas para a vacina chinesa e de sete dias para a do Reino Unido, não há motivos para deixar de praticar o gesto nobre, que pode salvar até quatro vidas”, salientou a hematologista do Hemoal, ao acrescentar que, se o voluntário não souber qual vacina tomou, terá que respeitar um prazo de sete dias, contados a partir do momento em que se vacinou.

Critérios para Doação

Verônica Guedes ressaltou que, desde março deste ano, as pessoas que contraíram a Covid-19, ficam impedidas de doar sangue pelo período de 30 dias, contados após a recuperação. Já os que tiveram contato com pessoas infectadas, só podem doar sangue se não apresentarem sintomas nos 14 dias subsequentes”, informou.

Além destes novos critérios, a hematologista do Hemoal informou que não podem doar sangue os voluntários que tenham contraído hepatite após os 11 anos de idade, além de sífilis, Aids e doença de Chagas. No caso das gestantes e lactantes, é proibida a doação e, para repetir o ato, os homens devem respeitar um intervalo de dois meses e as mulheres ficam impedidas durante três meses.

“É importante não esquecer que a doação de sangue só é permitida para pessoas com idade entre 16 a 69 anos. Além da faixa etária, o voluntário deve ter boa saúde, peso igual ou superior a 50 quilos e se faz necessário portar um documento de identificação com foto”, enfatizou Verônica Guedes.

Segurança

Ela assegurou que todas as medidas de vigilância foram adotadas pelo Hemoal para evitar que os voluntários possam contrair o novo coronavírus durante o ato da doação de sangue. “Seja em Maceió ou Arapiraca, nossas unidades foram sanitizadas, estamos respeitando o distanciamento social para evitar aglomerações e disponibilizando totens com álcool em gel a 70% para os voluntários”, frisou.

Postos de Doação

No Hemoal Maceió, a Unidade Trapiche, situada ao lado do Hospital Geral do Estado (HGE), funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h e, aos sábados, das 8h às 17h. A Unidade Farol, localizada no Hospital Veredas, recebe doações de sangue de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h. E o Hemoal Arapiraca, que funciona no Laboratório Municipal, na Rua Desportista Ernesto Alves Siqueira, no bairro Centro, funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30.


Fonte: Agência Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]