Dólar com. 5.2363
IBovespa 1.77
09 de maio de 2021
min. 24º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Número de mortos na favela do Jacarezinho sobe para 28
04/05/2021 às 19h00

Geral

Unidade de Telessaúde do HU ofertará atendimento on-line

Serviço remoto está previsto para funcionar ainda este ano

Divulgação

Está em fase final de estruturação e validação das normas e procedimentos operacionais o Serviço de Teleatendimento a ser ofertado à comunidade pelo Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HU). Esse trabalho consiste na realização de consulta de forma remota mediada por tecnologia, na qual o profissional da saúde e o paciente se encontram em diferentes espaços geográficos.

Com previsão para começar a funcionar este ano, o teleatendimento é uma das ações da Unidade de Telessaúde. Visa reduzir as filas de espera dos usuários e ampliar o acesso ao serviço com garantia de qualidade, evitando deslocamentos desnecessários de pacientes para serem atendidos. O setor está vinculado à Gerência de Ensino e Pesquisa (GEP), coordenada pelo professor Eurico Lôbo, e busca a melhoria de acesso aos serviços de saúde por meio das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC).

A Unidade de Telessaúde do Hospital Universitário dispõe de duas salas, uma delas para a realização de videoconferência, localizada no miniauditório 2, dotado de equipamento HDX 7000 da Polycom [câmera, micorofone e tv], exclusivo para a citada atividade. A outra sala de videoconferência, equipada com projetor multimídia, computador, webcam, microfone e caixa de som, busca estimular a integração e a colaboração entre profissionais de saúde por meio de grupos de até, no máximo, 15 pessoas.

De acordo com o chefe da Unidade de Telessaúde do HU, Guilmer Brito Silva, atualmente são ofertados serviços vinculados à Rede Universitária de Telemedicina (Rute), apoio a reuniões clínicas inter-hospitalares e fomento à ações de teleducação por meio de palestras e eventos virtuais. A Rede é uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCTI), sob a coordenação da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), que tem como objetivo apoiar projetos em telemedicina já existentes, bem como incentivar novos trabalhos nas instituições de ensino.

As conferências da Rede Rute ocorrem mensalmente, com divulgação prévia da programação. Também é dada pela Unidade Telessaúde suporte às pessoas interessadas em participar das atividades promovidas. Em abril, as webconferências abordaram os seguintes temas: Hanseníase, Medicina do Sono, Doenças Neuromusculares, Farmacologia e Terapêutica, Covid e Telerede-BLH. Além de Guilmer, compõem a equipe da Unidade de Telessaúde do HU, Filipe Teixeira Balbino dos Reis, técnico de audiovisual, Maria Isabel Fernandes Calheiros, bibliotecária), e Ana Sarah Porfírio dos Santos, estagiária.

Quanto ao futuro Serviço de Teleatendimento, com empenho de um trabalho desenvolvido pelo HU, Guilmer reforça que o objetivo é realizar um atendimento satisfatório e resolutivo, tanto para o usuário quanto para o profissional de saúde: “Além de determinar se há indicação de atendimento presencial e, nesse caso, encaminhar o paciente para o local, horário e para qual profissional de saúde ele será atendido. O serviço quando estiver aprovado para entrar em atividade, faremos ampla divulgação para que a sociedade tome conhecimento de como funcionará e dos procedimentos de acesso”, enfatizou.

Tecnologia e otimização

Doutor em Educação pela Ufal, na linha de pesquisa Usos das Tecnologias, Guilmer foi coordenador do Núcleo de Comunicação e Produção de Material Didático da Coordenadoria Institucional de Ensino a Distância (Cied) da Ufal. Com uma dinâmica trajetória de trabalho no âmbito da instituição, ele destaca que uma das principais potencialidades da Telessaúde é a capacidade e a possibilidade de desenvolver diversas ações. Tais como, teleconsulta, teleducação, teleconsultoria, além de disponibilizar espaço físico, equipamentos e equipe técnica para realização das atividades.

“Além de ser uma ferramenta que auxilia na interação e integração de profissionais da área de saúde de diversas instituições de ensino, entre as principais atividades de uma Unidade de Telessaúde estão a de propor e desenvolver ações para expansão da telessaúde no Hospital Universitário, fortalecer a utilização da telessaúde como ferramenta de ensino nos programas de residência em saúde, promover cursos, workshops, congressos, teleconferências e eventos científicos. E, também, fortalecer e expandir a utilização da telessaúde como ferramenta de ensino na graduação e pós-graduação”, completou.

Outra atividade principal ofertada numa Unidade de Telessaúde, segundo Guilmer, é a de organizar a agenda da Rede Rute, considerando os principais SIGs (Special Interest Groups), alinhados aos serviços do Hospital; “Os SIGs são grupos formados por profissionais da saúde ligados a uma especialidade que se reúnem para trocar experiências, discutir casos clínicos e assistir aulas, previamente agendadas. Realizam atividades de ensino, pesquisa, atualização e viabilizam articulação geográfica de iniciativas”, explicou.

Para outros serviços como reuniões, videoconferências, seminários, capacitações, treinamentos, há um formulário on-line na página da unidade para a realização dos agendamentos e reserva dos espaços.


Fonte: Ascom Ufal

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]