Dólar com. 5.3377
IBovespa -0.68
27 de setembro de 2021
min. 24º máx. 31º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Setembro Azul: Pais abraçam projeto que ensina libras a alunos ouvintes através de vídeos
05/08/2021 às 17h36

Geral

#AgostoLilás - Patrulhas já deram assistência a 1.207 mulheres vítimas de violência em Maceió e Arapiraca

Em 2021, já foram feitas 10.802 visitas fiscalizatórias para acompanhar mulheres que tiveram medidas protetivas concedidas pelo Judiciário

Visita fiscalizatória da Patrulha Maria da Penha em Arapiraca. - Caio Loureiro/Dicom

A Patrulha Maria da Penha em Alagoas, com atuação nas cidades de Maceió e Arapiraca, já ofereceu proteção a 1.207 mulheres vítimas de violência doméstica, desde 2018, quando foi implantada no estado. Desse total, 861 foram assistidas em Maceió, e 346 em Arapiraca.

Desde o início do ano, foram 10.802 visitas fiscalizatórias para acompanhar a situação de mulheres sob proteção da Patrulha, em virtude de medidas protetivas determinadas pelo Judiciário alagoano, especificamente os Juizados de Violência Doméstica das cidades.

Há, neste momento, cerca de 400 mulheres sob proteção da Patrulha em Maceió, e 130 em Arapiraca. Por isso, só no mês de julho, foram realizadas 1.657 visitas. O trabalho também acabou resultando na prisão de 34 prisões neste ano, devido ao descumprimento, pelos agressores, das medidas.

Segundo dados da Polícia Militar, 80% das vítimas têm idade entre 18 e 45 anos, e 87% possuem filhos. O levantamento mostra ainda que 91% dos agressores são companheiros (53%) ou ex-companheiros (38%) das vítimas, no momento da agressão.

Tanto em Maceió, quanto em Arapiraca, as Patrulhas Maria da Penha possuem base dentro do Juizado de Violência Doméstica da cidade e funcionam de forma integrada com a Justiça. 


Fonte: Dicom TJAL

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]