Dólar com. 5.4298
IBovespa 8
12 de julho de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel STF dá 30 dias para conclusão de acordos de leniência da Lava Jato
10/07/2024 às 18h45

Geral

Sesau promove oficina para elaboração do plano de enfrentamento das doenças crônicas e agravos não transmissíveis

Iniciativa reuniu representantes das áreas técnicas da saúde estadual, Cosems/AL e Distrito Sanitário Especial Indígena

Participaram da primeira oficina para elaboração do plano representantes do Cosems/AL e do Distrito Sanitário Especial Indígena

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) realizou, nesta quarta-feira (10), a primeira Oficina para Elaboração do Plano Estadual de Ações Estratégicas de Enfrentamento das Doenças Crônicas e Agravos não Transmissíveis. O evento ocorreu na sede do Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador (Cerest), em Maceió, e reuniu representantes das áreas técnicas da saúde estadual, do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems/AL) e do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei).

A oficina criou um grupo de trabalho multidisciplinar para análise da situação e elaboração do plano de ação referente ao período de 2025 a 2030. “Estamos apresentando os dados e analisando a situação de saúde, identificando os desafios e propostas para melhoramento da assistência à população, levando em conta tanto a prevenção de doenças como seus tratamentos”, explicou a gerente de Vigilância e Controle de Doenças não Transmissíveis da Sesau, assistente social Rita Murta.

Além da oficina desta quarta-feira (4), serão realizadas mais três edições, sendo finalizadas no dia 21 de agosto. Elas irão tratar de temas como oncologia, doenças respiratórias, diabetes, doenças cardiovasculares, fatores de risco, violência e acidentes.

Para a assessora técnica da Gerência de Doenças e Agravos não Transmissíveis (GDANT) da Sesau, Angelita Batista, o momento é importante para o compartilhamento de conhecimento entre diferentes setores. “Com o trabalho em conjunto, realizado por diferentes órgãos e esferas da administração pública, pode-se entender o quadro real da assistência em Alagoas, subsidiando a elaboração de um plano de ação, baseado em dados e experiências tecnicamente corretas”, reforçou.


Fonte: Ascom Sesau/AL

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]