Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
22 de setembro de 2019
min. 22º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Exército prende garimpeiros em unidades de conservação do Amazonas

Blogs

Pesquisa da Receita Federal confirma Alagoas como o melhor estado para abertura de novos negócios

11.03.2019 às 16:31


Alagoas bom de negócios

Alagoas é o melhor Estado do país em relação à qualidade do ambiente para abertura de negócios. É o que define a Receita Federal em ranking produzido para avaliar o nível da Redesim em cada unidade federativa do Brasil.Em novo estudo do órgão federal, foram comparados o índice de integração da Redesim em cada estado, o tempo médio de abertura de empresas e a porcentagem de negócios que são constituídos em até três dias.


“Não autorizada”

Leo Dias está finalizando uma biografia  da cantora Anitta. O jornalista utilizou o seu Instagram para mostrar como será a capa desse lançamento .De costas e usando uma meia arrastão, Anitta surge bem sexy na capa do livro, aliás  é justamente essa característica que a cantora adora trabalhar em suas músicas e performances pelos palcos Brasil afora. “Nasceu! De Honório para o mundo! Vem aí FURACÃO ANITTA, a biografia não autorizada. Obrigada Eudiouro e aos meus colegas que trabalharam comigo nesse livro: Henrique Freitas, Lais Gomes e Monique Arruda. Obrigado Manu Scarpa. Até o dia 30 de março”, assim Leo Dias legendou sua postagem.


“Digital Influencer”

A bela Rubia Baricelli está no grupo dos 18 influenciadores digitais do programa “O Aprendiz”, com estreia prevista para 18 de março, na Band. Rubia é filha do ator Luigi Baricelli.


Museu Itinerante

Prossegue até o dia 24 de março, no Parque Shopping,  a exposição “Maravilhas de Pompeia”. Com 160 peças originais e 153 réplicas, a exibição traz curiosidades como a estátua original de um deus cananeu de aproximadamente 2000 A.C.


Camarote

Angela Maciel e Scheila Mello   durante o desfile dos blocos carnavalescos na orla de Maceió


Múltiplas Facetas

 As múltiplas facetas de Elza Soares, ao longo de sua  carreira, foram o ponto de partida para o musical “Elza”, que estreou em julho no Rio de Janeiro e fará curta temporada em Maceió no Teatro Gustavo Leite. Larissa Luz, convidada para a montagem, e outras seis atrizes  (Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacorte e Verônica Bonfim) sobem ao palco para celebrar o trabalho. O espetáculo é dirigido por Duda Maia, com texto  de Vinícius Calderoni ,  e  direção musical de Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet.


Fora do ar

A IPCTV, afiliada da Globo no Japão, anunciou  que deixará de transmitir, a partir de 31 de março,  o sinal da emissora carioca para todo o país. Segundo a IPC World, dona da emissora, a decisão foi do Grupo Globo. No comunicado, a emissora celebra os 22 anos de história da Globo no país asiático e diz que o canal está em busca de novos modelos de negócio para explorar no país, e que isso causou o fim da parceria.


Adoção F.C

O TJ de Alagoas firmou parceria com CSA e CRB para incentivar a campanha de adoção de crianças e adolescentes que se encontram em unidades de acolhimento. Dirigentes dos dois clubes confirmaram a parceria em  reunião com a juíza Fátima Pirauá e o presidente do TJ Tutmés Airan.


Tributo Progressivo

Rex Bar recebe no próximo dia 23 show tributo em homenagem ao grupo “progressivo” inglês  Pink Floyd, com performances da Banda  Pulsar -  Leonardo Luiz ( teclado e vocal), Beta Moraes (violão e vocal), Alex Naranjito ( contrabaixo e vocal), Edu Henrique (guitarra e vocal), Alex Matos ( bateria) e Passos Jr. ( saxofone, flauta e vocal). A produção é da Divina Home.Na abertura, apresentação da banda Alma de Borracha.


Miracles

Musa fit Nara Marques em recente “beachwear performance” em São José dos Milagres


Arte Naif & Carnaval

Prossegue na Galeria Gamma (até 15 de março) a exposição Ritmo, reunindo obras de 3 grandes nomes da arte Naif em Alagoas - Tânia Pedrosa, Lula Nogueira e Max Ramires. A exposição também marca a retomada do projeto “Arte na Cabeça”, trazendo adereços de cabeça e tiaras de carnaval. A coleção é assinada pelas artistas Vera Gamma, Marta Emília e Fernanda Brêda


Avanço “Cinematográfico”

O secretário de Estado da Cultura, Paulo Poeta, assinou, no Rio de Janeiro, o Termo de Complementação junto à Ancine. O documento garante o aporte de R$ 5,00, por meio do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), para cada R$ 1,00 aplicado pelo Governo de Alagoas em ações voltadas para o audiovisual. Segundo o secretário o acordo pode gerar investimentos de cerca de R$ 8 milhões para a realização de filmes e festivais no Estado.


*Publicado originalmente na coluna Etcetera  da edição nº 26 da revista Painel Alagoas

Postado por Etcetera

Eu era feliz (e racista) e...nem sabia

28.02.2019 às 22:24
Arquivo pessoal


O povo ávido por malidicências e outros sentimentos inconfessáveis parece usar antolhos (aquele artefato que se coloca em cavalos e burros com a intenção de que o animal enxergue somente à frente) , sem tomar conhecimento do entorno.

Leio surpreso em alguns veículos da internet que nossa jovem deputada Cibele Moura retirou de seu Instagram uma foto fantasiada de índia por ter sido considerada racista. Meu Deus!!! Onde a hipocrisia dos insatisfeitos vai nos levar? Esse tipo de pensamento só pode vir de cabeças insatisfeitas e revoltadas (sabe-se lá com o que).

Talvez ,preocupada com os desdobramentos dessa ira virtual , Cibele, provavelmente contra sua vontade, optou por retirar a foto de seu perfil.

O povo ávido por malidicências e outros sentimentos inconfessáveis parece usar antolhos (aquele artefato que se coloca em cavalos e burros com a intenção de que o animal enxergue somente à frente) , sem tomar conhecimento do entorno. Se enxergassem a realidade que os rodeia perceberiam que fantasia de índio é uma das poucas tradições que sobrevivem aos antigos hábitos carnavalescos. Já me fantasiei de índio na infância, meus filhos e netos também. Em bailes carnavalescos é normalíssimo encontrar pessoas de idades diversas com esse tipo de fantasia. Combina , inclusive com o nosso clima, e com nossas "raízes culturais" O que esses infelizes conseguem enxergar de racismo numa tão despretenciosa "atitude"?

Talvez racista seja a intenção de quem provocou esse tipo de crítica, já com má intenção "pré-fabricada", movido por inveja , despeito , descrença e desrespeito para com seus iguais. Quem faz esse tipo de coisa deve estar infeliz consigo mesmo, não consegue enxergar o lado lúdico de se fantasiar no Carnaval. Está carregado de ódio interior e outras negativas energias. Só pode....pelo amor de Deus!!!!

Já que a jovem deputada optou por retirar a foto dela, não vou usá-la para finalizar esse texto Vou colocar uma minha, dos anos 60, um indiozinho danado de feliz, despretencioso curtindo as boas energias que tal momento me proporcionou. Aí eu pergunto: seria eu racista há mais de 50 anos e...nem sabia????

Postado por Etcetera

Agora entendi...o problema da nossa educação é o Hino

26.02.2019 às 10:50


Não li o decreto do Ministro da Educação portanto não posso opinar sobre seu conteúdo, mas...me preocupa o ar de deboche e palhaçada que se alastrou sobre respeito e patriotismo. Respeitar os símbolos nacionais, demonstrar algum vestígio de simpatia à Pátria é motivo para ser execrado nas redes.

 Sou de um tempo ( e todos os inacianos, independentes da ideologia que possam ter hoje, também são) em que se rezava uma Ave Maria antes do início das aulas, nos levantávamos, demonstrando respeito, de nossas carteiras quando uma "autoridade" entrava em sala de aula e aprendíamos e cantávamos o Hino Nacional , pelo menos nas datas comemorativas à Pátria. Nesse tempo isso era absolutamente normal e automaticamente absorvido por nossas mentes em fase de formação (assim como era automaticamente absorvido o azul masculino e o rosa feminino). 

O que mudou de lá pra cá? Devemos renegar nosso precioso processo de formação e não passá-los a filhos e netos? É errado ensinar o Hino Nacional nas escolas? É errado passar o sentido de patriotismo e amor ao país a crianças ainda em fase de formação? Não acreditamos mais nos valores que moldaram nosso caráter e consciência?. Hoje somos passíveis de deboches e outros tipos de "zuações" se incentivarmos nossos filhos ou netos a se interessarem por respeito a valores "pátrios"? 

Sei lá...já tô cansando de não entender mais nada.. sabe do que mais???? Vou vestir minha jaqueta cor de rosa ,pegar a bandeira vermelha(de vergonha) do meu País das Maravilhas e ir ao Cine Paraíso assistir nossos mais recentes exemplos de ídolos nacionais : o socialista Wagner Moura que adora torrar dinheiro falando mal do Brasil na Europa e o Seu Jorge que jura de pé junto que ele e Marighella são irmãos gêmeos...Algum fio (em curto) se soltou em algum lugar, não sei quando nem onde, mas tenho a sensação que toda essa desvairada realidade a qualquer momento pode explodir e virar pó .


Aí( se eu sobreviver) abro uma garrafa e entre um gole e outro morro de amor "ao som do mar e à luz do céu profundo".

Postado por Etcetera

Painel Alagoas conquista prêmio "Notáveis da Cultura Alagoana"

18.02.2019 às 14:43


Painel Premiada

A revista Painel Alagoas recebeu semana passada o prêmio Notáveis da Cultura Alagoana , na categoria Revista, mais votada na internet pelos seguidores do idealizador da homenagem, Carlito Lima. Com menos de um ano no mercado da Comunicação alagoana, o impresso se notabiliza por suas reportagens especiais, tendo na pauta permanente o compromisso com o jornalismo sério. A equipe agradece a Carlito e aos internautas que aprovaram o trabalho feito com dedicação e zelo nas informações. 


Terceira Idade????

Sinônimo de beleza há décadas, Bruna Lombardi surpreendeu seguidores do Instagram ao postar foto de biquíni. Aos 66 anos a beldade continua em excelente forma física, arrancando elogios de sua enorme legião de fãs.


Relax

A top “content creatorLuiza Sobral reabastecendo energias, com direito a arco-iris, em “sua” Barra de São Miguel.


Seresteiros da Pitanguinha

Um dos homenageados na próxima edição (a 16ª) do tradicional baile será Carlito Lima, um dos maiores incentivadores do carnaval  no estado.  Com produção de Sue Chamusca e Spok Frevo Orquestra de Recife a festança acontece no próximo dia 15 de fevereiro no Centro de Convenções de Maceió.


Deslumbre

Musa fit Janaína Santucci deslumbrada com os encantos naturais da Pajuçara


Miracles Day

Caroline Bittencourt momentos antes de dizer sim ao empresário Jorge Sestini no paradisíaco cenário de São Miguel


Pinto da Madrugada: 20 anos

No ano em que completa 20 anos de existência, o “Pinto” vai trazer como tema “Viva as artes de Alagoas”, uma referencia a diversidade cultural e artística do Estado. O desfile acontece no dia 23 de fevereiro, mas a partir do dia 2 uma série de eventos aquecerão os foliões.


“Talento Ecológico”

Com o projeto EcoSururu, que consiste na produção de telhas a partir das cascas de sururu descartadas pela comunidade ribeirinha do entorno da Lagoa Mundaú, e de embalagens pet, a Escola SESI Cambona  conquistou o prêmio em Inovação em Economia Circular, na categoria Iniciativa Privada, organizado pelo Projeto Maceió Mais Inclusiva. O projeto foi orientado pela professora Paula Renata Santos e desenvolvido por três alunos da escola (Gabriel Gomes, Islanny Melissa Santos e Pedro Gabriel Souza).

Na foto a diretora Alessanda Damacena e o aluno Gabriel Gomes recebem o prêmio do prefeito Rui Palmeira em solenidade na sede da Prefeitura no dia 14 de janeiro


Confraternizando

A empresária Help Nunes em dia de comemoração do niver da amiga Taty Ferrari


Profundo Pensar

Com produção da Associação dos Moradores e Amigos do Bairro de Jaraguá (Amajar) e fruto da convivência no Ponto de Cultura Enseada das Canoas: Yar-á-guá Cultural, o Museu Palácio Floriano Peixoto (Mupa), no Centro de Maceió, recebe a Exposição (Co)Existência a partir do dia 1º de fevereiro. A mostra promete provocar um pensar profundo sobre a existência compartilhada, o fazer artístico livre e a vida comunicante. A exposição fica em cartaz de 1º de fevereiro a 9 de março.


Prévias

Pelo segundo ano consecutivo, o Maracatu Baque Alagoano organiza a festa na Praça Marcílio Dias em 22 de fevereiro.Os grupos [email protected], Coco Xodó NordestinoBoi Vingador  subirão ao palco para dar um toque diferente às prévias de carnaval.


Reencontro

Sem se verem há algum tempo Laura Guaraciaba e Eliane Aquino em encontro recente mataram saudades da velha amizade 


*RL

Publicado originalmente na coluna Etcetera da edição 25 da revista Painel Alagoas

Postado por Etcetera

O inesperado é chocante

11.02.2019 às 14:13


Conheci Ricardo Boechat na década de 1980, no programa Dia D(produzido pela Press Video, onde eu trabalhava) na Band.Foi nessa época, apesar de suas rápidas aparições, que ele já mostrava suas qualidades de "anchor-man" , o que seria confirmado anos depois com sua efetivação na emissora. 

Boa praça, com um aguçado senso de humor, era um bom papo a qualquer hora.Estreitamos relacionamento quando fomos trabalhar na transição do governo Moreira Franco (1986/1987). Boechat ocuparia a secretaria de Comunicação. Nessa época deu para perceber que ele teria dificuldades no cargo pela sua maneira de ser e pensar. Íntegro e fiel a seus princípios de ética, quando tinha convicção de alguma coisa era quase impossível fazê-lo mudar de ideia. Enfim demonstrava já na época daquela "transição" pouco jogo de cintura, requisito básico( na minha opinião) para ocupar o cargo que lhe aguardava.

 Depois de assumir a secretaria pouco nos encontramos, mas soube por conhecidos comuns que a fala agradável e o senso de humor tinham dado lugar a poucas palavras e um inimaginável mau humor. 

Tempos depois (não me lembro agora a data correta) pediu para sair da secretaria (sendo substituido pela ex-colega de Dia D, Belisa Ribeiro) e voltou para as colunas sociais. Como Zózimo Barroso do Amaral (outro conhecido em comum) era um amante dos "furos jornalísticos", chegando a ganhar em função deles( furos jornalísticos ) alguns prêmios Esso.Foi titular durante muito tempo da coluna de Carlos Swann no jornal O Globo, que era repercutida em vários jornais do país.

 Antes de se consolidar como "âncora" foi comentarista da Globo e SBT. Na Band começou como apresentador do Jornal do Rio, sendo posteriormente alçado a comandante do principal noticiário da emissora paulista em rede nacional.

Recentemente (pouco antes das eleições) encontrei, via whatsapp, um conhecido comum e nos lembramos de Boechat (apelidado carinhosamente de Chernenkinho, em alusão a sua pseudo-semelhança com o ex-lider soviético) alguns bons momentos daquela época. O que me choca não é a morte em si, mas o "inesperado fatal" da qual ele acaba de ser vítima. Que dureza!!!!

Postado por Etcetera

Momentos de uma rápida e inesquecível convivência com Edécio Lopes

19.01.2019 às 08:03
Sendo entrevistado por Edécio Lopes no programa Manhãs Brasileiras em comemoração aos 59 anos da Rádio Difusora


Quando comecei a trabalhar no IZP, em janeiro de 2007, passei a sintonizar a Educativa FM no rádio do meu carro, enquanto percorria o meu trajeto casa-trabalho. Era o horário de Edécio no ar. Não resisti  por muito tempo a tentação de conhecê-lo pessoalmente, e passei a circular nos corredores da “107,7”. Pouco tempo depois pedi a Afrânio Godói (diretor da Rádio Difusora) que o levasse até a minha sala para uma conversa.
 
O encontro foi rápido, mas suficiente para me impressionar com a figura de Edécio. Simples, simpático,  falante e fluente   nas exposições de suas ideias.
 
Pouco tempo depois, numa outra sintonizada no “Manhãs Brasileiras” escutei um ouvinte questionar Edécio sobre tipos de instrumentos utilizados nas baterias das escolas de samba. Ao perceber sua empolgação na resposta resolvi presenteá-lo , no dia seguinte, com um CD que eu tinha das escolas do Rio de Janeiro, que era exatamente sobre o assunto. Após o programa daquela manhã, ficamos um bom tempo conversando sobre percussão e samba,  e comecei a perceber que naquele momento poderia nascer uma inesperada amizade.
 
Mesmo quando deixou a Educativa FM, contra à sua vontade, nosso relacionamento se manteve em altíssimo padrão de cordialidade e respeito. Estivemos, por algum tempo, em lados opostos, devido a ações administrativas aplicadas nos veículos do IZP,  mas nunca permitimos que essa situação atrapalhasse nossa convivência.
 
Depois de muitas conversas que geralmente começavam com lamúrias e lamentações, mas que acabavam, na maioria das vezes, em boas risadas, Edécio concordou em voltar para o IZP  pelas ondas da  Rádio Difusora. Tal retorno foi um dos momentos mais emocionantes que presenciei nos estúdios da "Pioneira". Muitos convidados lotaram as dependências da emissora para cumprimentar e abraçar Edécio, pela volta do programa Manhãs Brasileiras ao rádio alagoano.  Num inesperado momento daquela transmissão histórica, Edécio  fez questão de me entrevistar e , no ar, expressou seu agradecimento pelo meu empenho para que sua volta se concretizasse. Fiquei por alguns momentos surpreso e "desprevenido" com a atitude e as palavras; demorei a entrar no pique da entrevista, mas consegui, como representante da  diretoria do  IZP naquela ocasião, lhe dar as boas vindas.
 
Edécio fez questão de me entrevistar também na comemoração dos 59 anos da Rádio Difusora, em setembro de 2007. O programa “Manhãs Brasileiras” foi transmitido diretamente do restaurante “Bodega do Sertão”, regado a  café da manhã para servidores e convidados. O evento contou com a presença do governador, do vice e de boa parte do secretariado estadual, além de radialistas, jornalistas e ex-funcionários da Difusora.
 
Em julho de 2008 chamei Edécio na minha sala para uma conversa e perguntei se ele ainda tinha interesse em voltar para a Educativa FM. Inicialmente deu uma lamuriada sobre  cansaço, o peso da idade, mas não deixou de demonstrar  um ar de felicidade com a possibilidade desse retorno. Prometi que conversaria com o novo diretor presidente do IZP  e ficamos de marcar uma nova reunião para discutirmos o assunto.
 
Infelizmente essa reunião nunca aconteceu. Pouco tempo depois Edécio sofreria um AVC, e nos deixaria definitivamente na saudade em janeiro de 2009.

*RL(Ampliado e republicado)

Postado por Etcetera

Vida de Ney Matogrosso vai virar filme

15.01.2019 às 19:40


Cinebiografia

A vida de Ney Matogrosso vai virar filme. O artista já assinou contrato com a Paris Filmes. A obra, ainda sem título, deve ser lançada em 2020 e será produzida por Renata Rezende (“O Doutrinador”, “O Homem do Futuro”).


Tchan 4.5

Scheila Carvalho provocou alvoroço entre os seus seguidores no Instagram, ao postar uma foto de biquíni preto num iate. .A ex morena do Tchan arrancou elogios e mostrou excelente forma aos 45 anos.


Voz & Violão

O músico Nando Reis traz seu novo show a Maceió no dia 1 de fevereiro, no Teatro Gustavo Leite. Seu único parceiro no palco é o seu violão que divide a sonoridade de suas cordas com toques e batidas que funcionam como percussão.


É a Mãe...

O ator Paulo Gustavo anunciou que "Minha Mãe é Uma Peça" vai virar série no Globoplay a partir de 2020. A franquia protagonizada por Dona Hermínia (Paulo Gustavo) já rendeu peça de teatro, filmes e livro.


Piscinas

Musa fit Thaís Bianca tomando uma “surra de céu azul” ao marolar da Pajuçara


De Santo Amaro a Xerém

Maria Bethânia e Zeca Pagodinho dividirão o palco do Ginásio do Sesi de Maceió no próximo dia 18 de janeiro.  O show “De Santo Amaro a Xerém”, é uma referência à cidade natal de Bethânia e ao município fluminense onde o sambista tem seu sítio. O repertório é assinado pelos dois artistas, que interpretarão alguns de seus grandes sucessos. A direção musical é dos violonistas Jaime Alem  e Paulão Sete Cordas.


Entre amigos

O ministro aposentado do TCU, Guilherme Palmeira reuniu um grupo de amigos em sua casa para comemorar idade nova. No último 25 de dezembro Guilherme completou 80 anos.Com uma extensa biografia política foi deputado estadual, secretário de estado, governador, senador, prefeito de Maceió, e ministro do TCU, onde se aposentou em 2008.


“Miracles  Days”

Musa Marina Ferrari em compasso de espera à chegada de 2019, em São Miguel dos Milagres com look Bikini Fox.


Reconhecimento

Única atleta a ser eleita melhor do mundo em seis oportunidades, a atacante Marta é a primeira mulher a entrar no hall da fama do Maracanã, que possui nomes como Ronaldo, Zico, Pelé e Garrincha. Marta também ganhará um espaço destinado à sua carreira e suas conquistas no museu do estádio.


Diferenciado

Diferentemente da grande maioria dos políticos, o senador eleito Rodrigo Cunha abriu processo seletivo para preencher cargos em seu gabinete em Brasília. Rodrigo segue o mesmo critério que usou há 4 anos, quando se tornou deputado estadual. A seleção disponibiliza vagas para profissionais com formação superior, média e servidores efetivos do Senado.


Honraria

O sociólogo e atual Secretário de Planejamento de Palmeira dos Índios, Adalberon Sá Júnior, recebeu o Título de Cidadão Honorário de Maceió, durante sessão solene na Associação Comercial, em Jaraguá. A honraria foi conferida por iniciativa do vereador Dudu Ronalsa  e aprovada por unanimidade do Plenário da Câmara Municipal de Maceió. 


Sucessora?

Heloísa Alves Macedo, é a única atleta no país a disputar partidas oficiais de futebol entre os garotos de sua idade. Com apenas12 anos, já desponta no futebol como  promessa de vir a ser como  a craque Marta. Natural de Arapiraca, Helô também é atacante e, atualmente, treina na Escolinha do Flamengo do município.


*Publicado originalmente na edição 24 da revista Painel Alagoas

Postado por Etcetera

E se Damares tivesse dado aula no Santo Inácio????

05.01.2019 às 17:07


Resolvi assistir a entrevista da ministra Damares Alves na GloboNews para, não só conhecer a figura da polêmica ministra, como também para tentar entender a confusão que ela “provocou” nos meios de comunicação e redes sociais 

Estava desconfiado com o estardalhaço da imprensa e os memes  na internet após um vídeo da ministra Damares Alves em que ela “sentencia” que meninos vestem azul e meninas vestem rosa. Soube que ia rolar uma entrevista da ministra na Globonews e , antes de pensar qualquer coisa a respeito(apesar de já estar familiriazado com a “tendência” da grande imprensa e de “outras energias” que não se conformam com o resultado das eleições), resolvi assisti-la para, não só conhecer a figura da polêmica ministra, como também para entender a confusão que ela “provocou” nos meios de comunicação e redes sociais.

Uma das coisas que aprendi logo que comecei a trabalhar com marketing político é que um candidato “bem preparado” para um debate ou uma entrevista tem tudo para obter sucesso na exposição de suas ideias e proposições e , consequentemente, atrair simpatia dos espectadores/ouvintes.

Logo no início da entrevista percebi, pelas primeiras respostas, que a ministra estava preparadíssima para enfrentar o “pelotão de fuzilamento” que a emissora global escalou para a ocasião.

Como nas entrevistas com os candidatos a presidente na última eleição, os jornalistas entrevistadores mostraram-se lentos em raciocínio, letárgicos e repetitivos....totalmente despreparados para deixar a ministra em qualquer tipo de “saia justa”.

Já na apresentação do currículo da ministra, Heraldo Pereira num mix de empolgação e emoção mudou seu “berço”  para a Paraíba, ( ela nasceu no Paraná) sendo discretamente corrigido por ela. A dificuldade do “pelotão” em entender a fala fluente e clara da entrevistada beirava um “analfabetismo intelectual”. Em menos de 10 minutos de entrevista, Damares já havia sido questionada duas vêzes (por Cristiana Lobo e Merval Pereira) sobre  o “que é família” e diante de suas respostas contundentes , os jornalistas demonstraram uma enorme dificuldade para digerí-las.

Outras dificuldades transmitidas pelos profissionais da emissora global foram o entendimento , muito bem colocado pela entrevistada, de questões reais do país como suicídio, depressão e identidade de gênero. Em que país essa turma estudou e se formou?

Damares explicou por diversas vezes que a afirmação sobre a “cor das vestimentas” era uma metáfora a identidade de gênero e se deu num contexto diferente do “pinçado” pela mídia.

Além de salientar que nenhum direito adquirido seria desrespeitado, a ministra explicitou em diversas respostas que as políticas públicas implementadas por sua pasta não seriam imposição, ou interfeririam na trajetória de vida de qualquer ser humano,  mas Merval Pereira e Gerson Camarotti insistiam nessa questão, de que o estado não tinha  direito de se meter na vida das  famílias e blá e blá e blá...

Damares deu um show na explanação sobre a posição do governo na “identificação de gênero” nas escolas.  Demonstrou firmeza e conhecimento ao explicar que esse tipo de discussão tem que ser feito nas “academias” e universidades e não em escolas do ensino básico e médio.Deixou Andreia Sadi  com "cara de tacho" quando descreveu a realidade da mulheres grávidas, vítimas de estupro e rebateu/corrigiu números apresentados por Cristiana Lobo sobre assassinatos de homessexuais  O preparo da ministra nocauteou o despreparo (e até uma certa prepotência)dos jornalistas globais.

É claro que não sou ingênuo de acreditar que todas as maravilhosas propostas de políticas públicas  reveladas pela ministra vingarão, mas torço para as que saírem do papel deem certo.

Entrevista encerrada fiquei matutando se devia ou não postar alguma coisa  no Facebook ( a ideia original desse texto era pro meu blog) e logo imaginei que poderia gerar polêmica e intermináveis discussões que certamente não levariam a nada, a não ser  à uma elevação “de temperatura” de alguns ânimos que já andam exaltados. Foi quando “embolotaram” em minha mente algumas imagens “inacianas”, principalmente das aulas de Religião. Me lembrei de algumas professoras, como a gloriosa Irmã Joana ou da atraente Haydée( sonho de “consumo” da adolescência de muitos, naquela época de “turbulências corporais”). Fiquei me perguntando: se qualquer uma daquelas“mestras” de Religião do Santo Inácio fosse a Damares, concordaríamos com o atual discurso dela?

Antes de pensarem em  responder, deixo mais duas questões/provocações:

- Alguma vez algum professor(a) inaciano, de qualquer matéria, insinuou que poderíamos não ser meninos?

- Quem de nós, dentro ou fora do colégio, vestia roupas cor de rosa?

Sem mais...

Postado por Etcetera

Nova investida de Gisele Bündchen é no universo literário

17.12.2018 às 16:21


Encarando o Rei

 Marina Ruy Barbosa vai cantar com Roberto Carlos em seu programa  especial de fim de ano. Foi o próprio "Rei" que confirmou a participação da atriz em seu Instagram


Talento Eterno

Hermeto Pascoal conquistou o Grammy Latino.O alagoano de 82 anos, natural de Lagoa da Canoa, venceu na categoria Melhor Álbum de Jazz Latino com o álbum No Mundo dos Sons. O “bruxo” foi o único brasileiro a vencer em categorias com concorrentes não brasileiros


Virada

A cantora Vanessa da Mata vai comandar o Réveillon “Pé na Areia”. O evento chega a sua segunda edição em Alagoas, no Beach Club Pontal de Maragogi.


Literata

A mais nova investida da über model Gisele Bündchen é no universo literário. Seu livro “Aprendizados” relata suas experiências pessoais por meio da escrita.A obra se divide em oito aprendizados/capítulos  que batizam com  as máximas de Gisele para encarar a vida


Meio Século de “Revolução”

“The White Album” , polêmico e revolucionário disco duplo dos Beatles, lançado em 1968,  foi   relançado no mercado internacional em vinil, junto a uma caixa de seis CDS. No Brasil será disponibilizada uma versão com três CDS – dois com registros oficiais e outro com takes alternativos e versões acústicas


Fascínio

A top blogger Luana Dellevedove em recente  “beachwear performance” na praia do Patacho


Honraria

Em evento na sede do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, recebeu a Comenda Desembargador Moura Castro, a maior honraria do Poder Judiciário de Alagoas. A solenidade foi conduzida pelo presidente da instituição, desembargador Otávio Leão Praxedes.


Intensa

 Musa Mirela Cabus em recente ensaio realizado em Cartagena, Colômbia  


Simpatia

Maitê Proença encantou os fãs arapiraquenses. A atriz participou da mesa literária no terceiro dia da Fliara. Na ocasião Maitê leu dois poemas do autor arapiraquense Breno Airan.


Encontro

Os jornalistas Luiz Gutemberg e Eliane Aquino encontraram-se em Maceió, a convite de Carlito Lima. Na ocasião, Eliane entrevistou Gutemberg durante a II Flipontal.


Cinema & Direitos Humanos

O Museu da Imagem e do Som de Alagoas (Misa) será sede, entre 10 e 14 de dezembro, da 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos. O circuito conta com exibições de curtas, médias e longas-metragens e a entrada é gratuita.


Homenageada

A Jornalista Olívia de Cerqueira foi agraciada com a Medalha Denis Agra, na noite da XXIX edição do Prêmio Braskem de Jornalismo. Na foto com Olívia, o presidente do SindJornal, Izaías Barbosa



*Publicado originalmente na coluna Etcetera da edição nº 23 da revista Painel Alagoas

Postado por Etcetera

Primeira radionovela transmitida no Brasil recebe certificado da Unesco

16.12.2018 às 11:36
Sgt Alexander Henrique da Silva - Cendoc - Força Aérea Brasileira


Primeira radionovela brasileira "Em Busca da Felicidade" foi transmitida pela Rádio Nacional de 1941 a 1943

A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) recebeu na quarta-feira (12) o certificado Registro Nacional do Brasil do Programa Memória do Mundo da Unesco. O certificado foi concedido pelos roteiros da primeira radionovela brasileira, “Em busca da felicidade”, transmitida pela Rádio Nacional no período de 1941 a 1943. A cerimônia de entrega foi no Instituto Histórico e Cultural da Aeronáutica, no Rio de Janeiro.

O Programa Memória do Mundo da Unesco foi criado em 1992 e tem como objetivo garantir a preservação e difusão de documentos de relevância para a memória coletiva e promover a conscientização sobre a importância do patrimônio documental como bem da humanidade para as gerações futuras.

Transmitida pela Rádio Nacional, "Em busca da Felicidade" foi a primeira radionovela produzida para o rádio brasileiro. Ela teve início em 1941, cinco anos após a inauguração da emissora, e terminou em 1943. Trata-se de uma história cubana escrita por Leandro Blanco e adaptada para o português por Gilberto Martins.

À época, os programas da Rádio Nacional eram gravados em acetatos à base de vidro, condição imposta durante o período da segunda guerra mundial. Extremamente frágeis, esses suportes se perderam com o tempo, e com isso, foram perdidas também as gravações originais da obra. No entanto, o arquivo da Rádio Nacional, hoje sob responsabilidade da Empresa Brasil de Comunicação, mantém seis dos nove volumes do conjunto de roteiros da novela.

Como as gravações originais não existem mais, tornou-se ainda mais importante a preservação dos roteiros. Ao candidatar os roteiros no programa da Unesco, a EBC defendeu que, “apesar de incompleto, o conjunto de roteiros configura-se como importante registro de um momento pioneiro na radiodifusão brasileira, sendo sua preservação e conservação importante para a memória radiofônica e social de um país que por décadas parou diante dos rádios para acompanhar os capítulos das inúmeras radionovelas lançadas após o sucesso de 'Em busca da felicidade'”.

A defesa foi acolhida pela Unesco e o acervo ganhou o certificado do Programa Memória do Mundo da Unesco. O certificado foi entregue ao superintendente da TV Brasil, Caíque Novis, por Solange Straub Stecz, integrante do Comitê Nacional do Programa Memória do Mundo da Unesco.


*Ascom EBC/Agência Brasil

Postado por Etcetera


Etcetera por Ricardo Leal

Publicitário, radialista, poeta e escritor. Carioca, radicado em Alagoas desde 2002, trabalhou em diversas campanhas eleitorais no estado. Foi diretor da Organização Arnon de Melo (OAM) e do Instituto Zumbi dos Palmares (IZP). É diretor executivo da Press Comunicações e titular da coluna Etcetera, veiculada no portal Painel Notícias e  na revista Painel Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]